David Draiman (Disturbed) e Neil Young
Foto de Neil Young via Shutterstock

David Draiman, vocalista do Disturbed, fez questão de deixar claro que está do lado do Spotify no embate da plataforma contra Neil Young.

Como a gente falou por aqui anteriormente, o lendário músico canadense pediu para que todas as suas músicas fossem tiradas do app sueco por conta do podcast de Joe Rogan.

Em seus programas, o apresentador tem promovido discussões que, muitas vezes, trazem desinformação a respeito da pandemia de COVID-19 e, inclusive, chegaram a comparar a vacinação ao nazismo.

Acontece que, não há muito tempo, o Spotify pagou uma quantia milionária para ter Joe Rogan exclusivamente na plataforma e aparentemente não quer abrir mão do seu conteúdo.

Neil Young, Spotify, Joe Rogan e David Draiman

Quem entrou na discussão foi Draiman, que usando a sua conta no Twitter, “aplaudiu” a decisão do app de manter o Podcaster e dar adeus ao Músico, dizendo:

Daniel Ek [fundador do Spotify] eu te aplaudo e aplaudo o Spotify por tomar a decisão CERTA, preservando a #LiberdadeDeExpressão e não se rendendo à máfia. Eu posso não concordar com tudo que Joe Rogan ou seus convidados dizem, mas eles têm o direito de ter o fórum para falar.

Após a publicação vieram diversos comentários negativos, incluindo os de fãs dizendo o óbvio: há liberdade de expressão e Joe Rogan não precisa submeter qualquer material seu para aprovação de um conselho, por exemplo, o que seria censura.

Só que a partir do momento em que são faladas mentiras e a desinformação é celebrada, isso deveria ter consequências, que é basicamente o que Neil Young pediu e não viu ser atendido.

Draiman, então, parece ter sentido as críticas e voltou para postar mais uma mensagem:

Deixem-me esclarecer. Eu não apoio NENHUM artista chantageando qualquer entidade para seguir uma agenda em que ELES acreditam, seja o Neil Young em um lado do espectro ou Eric Clapton do outro lado.

A música não deveria ser utilizada para promover divisão. Deveria ser usada para conectar pessoas, em minha humilde opinião.

Bom, aparentemente David não se importa muito se houver união mesmo que seja em torno de informações falsas. Que pena.

LEIA TAMBÉM: Neil Young abriu mão de 60% da sua renda de streaming ao deixar Spotify

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!