Neil Young
Foto via Wikimedia Commons

Neil Young pediu a retirada de seu catálogo do Spotify na última quarta-feira (26) e compartilhou duas declarações falando sobre as consequências de sua ação e agradecendo o apoio das empresas e gravadoras ligadas aos seus trabalhos.

Como te contamos ontem por aqui, a decisão do lendário músico foi tomada após a plataforma de streaming preferir manter no ar o podcast de Joe Rogan, que inclui episódios com informações falsas e desinformações sobre a COVID e até mesmo uma comparação entre a vacinação e o nazismo.

Em seu primeiro comunicado, publicado no site Neil Young Archives, o cantor agradeceu sua editora Hipgnosis, que no ano passado comprou 50% dos direitos autorais de todo o catálogo de Neil, e também sua atual gravadora Warner/Reprise por apoiarem sua decisão.

Em seguida, Young afirmou que irá perder 60% de sua receita de streaming devido à remoção de suas músicas da plataforma. Apesar de reconhecer que essa será “uma grande perda” para a gravadora, ele agradeceu à Warner por “reconhecer a ameaça [que] a desinformação do Coronavírus no Spotify representava para o mundo” e ainda acrescentou:

Obrigado Warner Brothers por ficar ao meu lado e receber o golpe — perder 60% do meu faturamento de streaming no mundo tudo em nome da Verdade.

Neil Young agradece apoio

Em seu segundo comunicado publicado na quarta-feira (26), Neil Young fez questão de reforçar seu apreço pelo apoio da Hipgnosis e também da Universal, que supervisiona cinco dos 41 álbuns de estúdio do artista devido a um contrato de gravação com a Geffen nos anos 80 (via NME).

Ele declarou:

Quero agradecer pessoalmente a Merck [Mercuriadis, fundador da Hipgnosis] e à Hipgnosis por estarem comigo. Perder 60% da receita mundial de streaming ao deixar o Spotify é um grande negócio, um movimento caro, mas vale a pena por nossa integridade e nossas crenças. A desinformação sobre a COVID está ultrapassada.

No início desta semana, Young revelou sua intenção de deixar o Spotify após ficar indignado com a atitude da plataforma em manter o programa de Joe Rogan.

Anunciado sua decisão de que não iria remover o podcast, o Spotify declarou que lamenta a decisão de Neil e disse que espera “recebê-lo de volta em breve”.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar