John Dolmayan do System of a Down
Foto via Wikimedia Commons
   

Notório apoiador de Donald Trump, o baterista John Dolmayan, do System of a Down, mostrou que há coisas mais importantes do que a política dos Estados Unidos na sua visão.

Trata-se, naturalmente, das questões que envolvem seu país natal — a Armênia passa por conflitos sérios que têm ligação direta com o chamado Genocídio Armênio, que finalmente foi reconhecido pelos EUA depois de um comunicado de Joe Biden nas redes sociais.

Essa atitude fez com que Dolmayan reconhecesse o atual presidente, postando uma mensagem de agradecimento em seu Instagram:

Eu gostaria de agradecer ao Presidente Joe Biden por oficialmente reconhecer que o Genocídio Armênio perpetrado pelo Império Otomano (Turquia) aconteceu e que esse crime contra a humanidade encorajou Hitler e muitos outros ditadores genocidas durante o último século.

Eu serei sempre grato a essa administração como um armênio e como um orgulhoso americano. Eu gostaria também de comentar sobre o genocídio dos americanos nativos por toda a América do Norte, Central e Sul e como as pessoas indígenas que viviam aqui antes de nós merecem não apenas a nossa empatia mas também o nosso apoio. No fim das contas, somos todos um povo independente de nossas crenças ou outras diferenças, [e] esperançosamente um dia nós, como humanos, vamos aceitar esse fato e viver em paz.

Que mudança, hein? Vale lembrar que John chegou a dizer durante o período eleitoral que os Democratas, partido do qual Biden faz parte, “lutavam para manter a escravidão” e apresentou diversos discursos agressivos contra o atual presidente.

System of a Down agradece Joe Biden

Quem também falou sobre a declaração de Joe Biden foi o vocalista do SOAD, Serj Tankian. Seus avós fugiram do Genocídio Armênio, fazendo com que o assunto tenha uma importância grande para ele, como fica claro em sua mensagem postada também no Instagram:

Obrigado ao Presidente Joe Biden por reconhecer de forma apropriada o Genocídio Armênio hoje. Isso é extremamente importante mas apenas um passo em direção à longa caminhada da justiça à frente com a Turquia e sua necessidade iminente de fazer o mesmo e reparar laços com os descendentes de 1,5 milhão de armênios, gregos e assírios sistematicamente assassinados por seus ancestrais turcos-otomanos. Hoje, eu digo obrigado aos EUA e a todos que lutaram muito para esse comunicado através dos anos.

Você pode ver ambas as publicações logo abaixo.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by John Dolmayan (@johndolmayan_)

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Serj Tankian (@serjtankian)

 
 
Compartilhar