kora
Foto: Divulgação

A cantora e compositora catalã Kora lançou recentemente seu novo EP, intitulado Renacer, pt. 1. O trabalho traz uma nova narrativa para o pop contemporâneo e evidencia a artista como uma das grandes revelações do ecossistema alternativo da Espanha.

De seu quarto, em Terrassa, na Catalunha, a artista que tem apenas 18 anos de idade se tornou uma das joias mais imprevisíveis e incatalogáveis da nova safra alternativa. Seu novo trabalho se aproxima tanto do jazz como da bossa nova, do blues, da música eletrônica e do pop mais brilhante. Kora conseguiu articular um discurso próprio, com um quadro de referências tão atípicas quanto necessárias para entender novos caminhos para a música pop.

Renacer, pt. 1 chega após o EP 01, de 2019, que conta com o single “Paciencia” que ultrapassa os dois milhões de reproduções no Spotify, e uma série de singles que projetam seu o universo musical. No novo EP, a cantora passa desde hits pop (“Marte“) até o groove de um blues para a Geração Z (“La Luna“), uma pitada de trip hop (“+D24“), uma espécie de R&B-gospel em italiano-espanhol (“Come si fa“) e até mesmo um instrumental com ventos e estética jazz-ópera (“Zzz“). Sobre as canções do registro, Kora comenta:

Eu não posso separar o que eu sou do que eu acredito, em ambos os sentidos da palavra. A música retrata o que passa pela minha cabeça e pela minha vida. Este disco é uma parte de mim. Colecionar músicas criadas após um período onde muitas coisas mudaram. Tudo é tão diferente que eu sinto como se eu, em todas as minhas formas, tivesse renascido.

Assista abaixo ao clipe de “Marte”. Renacer, pt 1 já se encontra nas plataformas digitais.

Elias Wallace

elias-wallace
Foto: Divulgação

O carismático cantor americano Elias Wallace, ex-integrante do duo Otis Stacks, lançou há pouco o seu álbum de estreia, intitulado Walk With You. O trabalho é o reflexo de uma infância conturbada e uma busca por espalhar o amor e a esperança, portanto, essencial nestes tempos.

Elias cresceu no subúrbio de Los Angeles, passou pela miséria e presenciou a violência, conhece os códigos da rua mas mantém distância das gangues e das drogas, entende que “a violência é apenas uma reação à miséria, mas também um vazio“. Por décadas, o cantor se dedicou a transmitir conhecimentos, pois acredita que a salvação virá através da educação, enquanto continuava a fazer música como hobby.

Elias percebeu que sua música agradava e abraçou a carreira artística, colaborando com álbuns de outros artistas, saindo em turnê, até desaguar no Otis Stacks, projeto com o produtor dinamarquês Justmike. Após a separação da dupla, o cantor tirou um ano sabático em 2019/2020 e agora está de volta com seu álbum solo.

O disco foi gravado em Copenhague, na Dinamarca, e conta com 16 faixas. Walk With You é um álbum decididamente moderno e repleto de emoções. Elias Wallace é um soulman nato e sabe como capturar seu público, sua voz carrega a alma dos anos 60, mas também suas influências do hip hop. O artista define seu lançamento como “uma busca pelo amor“.

Todo o álbum é sobre a busca pelo amor. Procuramos o amor dos outros. Procuramos o amor de uma comunidade, de todos os tipos de comunidades, que esperamos que nos ame de volta, um amor que nos ultrapassa. Esperamos…

Confira a seguir a faixa-título “Walk With You“, com participação de Niki Bernard. A faixa também ganhou um remix, com participação do rapper brasileiro BK’, nosso Artista do Mês de Janeiro. Você pode encontrar o álbum completo nas principais plataformas de streaming.

Chef Joe

chef_joe
Foto: Divulgação

O rapper Chef Joe é italiano, mas morou no Brasil por 4 anos e decidiu levar essa experiência para a sua música, com o álbum Jesus Te Ama. O trabalho é repleto de participações de artistas brasileiros e dentre elas está “Favelado“, com o jovem paulista Rizca.

A música versa sobre uma mentalidade comum por meio de duas realidades, Itália e Brasil, que se unem na história de experiências de vida nas periferias do mundo. A peça foi criada para dar voz a pessoas com poucas possibilidades e para transmitir a vontade de emergir mesmo nas dificuldades. Em conversa com o TMDQA!, Joe comenta sobre o surgimento do disco.

Quando voltei para a Itália decidi fazer este álbum porque queria contar minha experiência. Queria tentar dar à Itália uma visão do Brasil o mais fiel possível a de um brasileiro e tentei colocar todas as nuances, sentimentos e contradições que me inspiraram e que são iguais para os italianos ou brasileiros por serem universais.

O rapper aponta “Favelado” como uma de suas favoritas e conta que as afinidades musicais com Rizca foi o fio condutor para a parceria.

Essa música é uma das minhas favoritas no álbum, representa muitas realidades. Rizca fez um verso top, ele é incrivelmente talentoso e fizemos uma conexão importante. Temos uma maneira semelhante de entender o rap.

Rizca, que é integrante do B-Flow, um verdadeiro grupo de rap da capital paulista, reflete sobre a importância da canção:

Minha participação no ‘Favelado’ do meu mano Chef Joe é a representação do que vivemos na favela, da dificuldade de quem está deste lado da ponte, de cada barraco que se torna um lar para se viver! Tenho imensa gratidão por fazer parte do álbum ‘Jesus Te Ama’.

O disco traz ainda a presença de rappers cariocas, como Tchalla, Cruz e G.O.G., na música “Dubai“. Chef Joe relata que ficou “muito entusiasmado com a presença carioca e paulista no disco, para testemunhar a mentalidade de união que está na base” de Jesus Te Ama.

É bom para mim ver como na Itália as pessoas conseguem se ver de novo em histórias das quais, a princípio, é difícil captar as referências, mas cujo sentimento elas percebem; quando recebo comentários nesse sentido, acho que o álbum transmitiu sua mensagem.

Ouça abaixo “Favelado”, parceria de Chef Joe com Rizca. Você pode conferir o álbum Jesus Te Ama na plataforma de sua preferência.

DogOn

dogon
Foto: Divulgação

Formado por Eric Hunziker (guitarra), Thomas Tavano (baixo) e Tobias Hunziker (bateria), o power trio suíço de rock instrumental DogOn propõe um viagem sideral em seu novo álbum, Floater, lançado recentemente.

Sem quaisquer inibições e cheios de tesão em tocar, a DogOn aposta em uma sonoridade sem viseiras estilísticas. Em suas 10 faixas, o trabalho passeia por diversos estilos, mas promete te levar até o seu destino. Às vezes troveja rock, por outras soa jazz, então há improvisações ornamentais e misteriosas colagens de som, até cair de volta a um groove funk.

O grupo é guiado pelo distinto som de guitarra de Eric Hunziker (Neuromodulator / Swiss Indian Orchestra), responsável pela composição de todas músicas do disco. A DogOn ainda faz bem em usar o poder do baixo de seis cordas de Tavano e a batida afiada do baterista Tobias Hunziker em sua viagem pelas extensões infinitas da música moderna.

Floater foi gravado em 2019, no estúdio Bau2, em Winterthur, e já está disponível nas plataformas digitais. Abaixo você pode curtir a performance ao vivo de “Shutter Cutter” durante as gravações do disco.