Bruce Springsteen em 2016
Foto de Bruce Springsteen via Shutterstock
 

Bruce Springsteen foi preso por dirigir embriagado em 2020.

Quem deu a notícia foi o site TMZ, que revelou que autoridades policiais passaram a informação dizendo que tudo aconteceu no dia 14 de Novembro em Sandy Hook, New Jersey.

De acordo com a matéria, “The Boss” foi acusado de DWI (“Driving While Intoxicated”), ou “Dirigir Enquanto Embriagado”, além de direção perigosa e consumo de álcool em uma área fechada.

O músico de 71 anos de idade teria “cooperado” com todo o caso, entendendo que havia cometido um erro e não se opondo aos oficiais.

Bruce Springsteen e a Justiça

Não foi revelado quando/como Bruce foi solto, mas é bem provável que isso tenha acontecido poucas horas após a prisão, até mesmo pelo fato de que só agora a notícia veio à tona.

Nas próximas semanas o músico, que apareceu em um comercial do Super Bowl no último final de semana, terá que comparecer a uma audiência para resolver a questão com a justiça.

Enquanto isso, a Internet está promovendo uma discussão acalorada sobre a sua aparição no comercial da Jeep durante a final do futebol americano que teve show de The Weeknd.

No vídeo, ele pede para que os Estados Unidos sejam “reunidos” após a polarização política que dividiu o país recentemente.

De um lado, seguidores da esquerda dizem que o comercial tem elementos claros da direita e do conservadorismo, além de exagerar no uso de itens religiosos.

Do outro, seguidores da direita consideram que as visões de Bruce, que já criticou o ex-presidente Donald Trump várias vezes, são de “extrema esquerda”.

Eu, hein.

 
Compartilhar