Gary Numan
Foto via Wikimedia Commons
   

Lenda da música britânica e dono do mega hit “Cars”, Gary Numan tem duras palavras sobre as empresas que comandam as plataformas de streaming.

O cara falou recentemente à Sky News (via BrooklynVegansobre como recebeu apenas 37 libras — algo em torno de US$50 ou R$265 — por uma de suas canções que atingiu um milhão de reproduções. Ele explicou:

A solução é simples. As empresas de streaming têm que pagar mais dinheiro. Eles estão ganhando muito por nada. Eu tirei um extrato um tempo atrás e uma das minhas canções tinha tido mais de um milhão de reproduções, um milhão de streams, e era 37 libras. Eu recebei 37 libras por um milhão de streams.

Eu [também] imprimi, acho que foi cerca de um ano atrás, um extrato — meu extrato de streaming veio e eu não o olhei direito, eu só o coloquei para imprimir, e eu fui olhar quase uma meia hora depois e ainda estava imprimindo. Eram centenas e centenas de páginas. E no final das contas era, tipo, 112 libras [pouco mais de 800 reais]. Mal pagava o [papel] que foi usado para imprimir, e levou quase meia hora pra imprimir. Sabe, é tanta coisa, tanto streaming, e não há absolutamente nada nisso [financeiramente].

Vale lembrar que Numan é apenas mais um a reclamar dessas questões em uma multidão de músicos que vem ressaltando especialmente o quanto isso é injusto em meio à pandemia da COVID-19 e a impossibilidade de realizar shows.

Recentemente, aliás, uma união formada por músicos como Ed O’Brien (Radiohead), Guy Garvey (Elbow) e Nadine Shah foi à Justiça e o caso está em análise, contando inclusive com participações de grandes chefes de gravadoras como Sony, Warner e Universal.

Esperamos que haja algum progresso nesse sentido em breve, em especial para o benefício de artistas independentes!

 
Compartilhar