Billy Corgan
Foto de Billy Corgan via Shutterstock
 

Billy Corgan foi o mais recente convidado do The Howard Stern Show, onde deu uma longa declaração sobre o saudoso Chris Cornell.

No programa, onde também apresentou algumas músicas, Corgan relembrou que conhecia Cornell “até que bem”, mas que os dois brigaram e nunca mais voltaram a se falar. Ele descreveu esse episódio como “uma pena”.

O tema principal da conversa, porém, foi saúde mental. Ao ser questionado sobre os “gatilhos” da morte de Chris, o vocalista do Smashing Pumpkins compartilhou sua visão e chegou a apontar que uma suposta “queda” na popularidade do Soundgarden tenha colaborado na situação.

Leia:

Eu já estive na frente daquele espelho mil vezes — assim como ele. Você sabe, um show não tão bom, você não está ficando mais jovem… [O Soundgarden] não estava tocando em arenas, estava tocando em teatros. Eu já passei por isso. Você tem que ser uma banda mais velha para saber o que quero dizer com isso. Eu sei que há muitas pessoas que adorariam tocar para 2.500 pessoas, mas quando você está no topo e você está em algum lugar do outro lado…

Ele continua:

Não os estou julgando, o que estou dizendo é que estive lá muitas noites onde, mesmo estando no topo, você se olha no espelho e pensa: ‘Isso vale a pena?’ E eu não poderia nem em um milhão de anos dizer por que não vale a pena. Algo dentro de você está tipo, ‘Não é para isso que estou aqui’ ou ‘Todo mundo acha que isso é ótimo, mas não é ótimo para mim e não sei o que fazer sobre isso.’ Na minha versão da realidade, ele tomou uma decisão naquele momento que tirou sua vida. Eu já estive exatamente nesse lugar mil vezes, então fazia sentido para mim — embora o suicídio seja obviamente a coisa que não faz sentido.

Billy Corgan ainda alega que é “uma das únicas pessoas que pode dizer isso”, já que passou também por uma queda de popularidade. Segundo ele, não ser reconhecido é uma “sensação assustadora”. Apesar disso, Corgan diz que não está tentando reescrever a história de Cornell.

O músico completa:

Tenho certeza de que alguém ficará bravo comigo por causa disso, mas essa é apenas a minha verdade porque é a única verdade que conheço. Eu sei como isso é e é para onde eu fui. Sentamos aqui do lado de fora e dizemos: como é que alguém assim sai do penhasco?

Billy Corgan

Na mesma entrevista, Billy Corgan também tocou algumas faixas, como “Wish You Were Here”, do Pink Floyd, e “Disarm”. Confira abaixo!

 
Compartilhar