banda-tereza
Foto: Divulgação / Reprodução
 

Os niteroienses da Banda Tereza estão de volta! Agora, reduzido a um trio formado por João Volpi, Mateus Sanches e Vinícius Louzada, o grupo quebra o seu hiato fonográfico de dois anos e divulga o single “Glocks & Remédios, Pt. 1“, que já chega com videoclipe!

A canção, produzida por Kassin em parceria com Mateus Sanches, autor da faixa, aproxima a sonoridade da banda à MPB e versa sobre depressão e autoaceitação. O tema é levado também para o vídeo, que conta com direção de João Paulo Casalino e a participação da brasiliense Ranger Amarela. O filme traz um enredo de superação, comenta o compositor Mateus:

A música fala sobre depressão e autoaceitação através de alegorias – como a cena descrita na cozinha. Com um arranjo e harmonia delicadas tentamos criar um contraponto para a letra deprê. O clipe também é alegre, é uma narrativa de herói. Explorando suas individualidades, Vinicius e Ranger Amarela conseguem vencer a depressão; o monstro azul que sempre está à espreita.

O single abre os caminhos para o novo álbum da Banda Tereza, que será intitulado Animes, Kylie Jenner, Glocks & Remédios. Esse será o terceiro disco de estúdio do grupo, sucedendo os excelentes Vem Ser Artista Aqui Fora (2012) e Pra Onde a Gente Vai (2015). Com coprodução de Kassin, o álbum tem lançamento programado para 29 de Janeiro de 2021, pelo selo Lab 344, com o qual a Tereza assinou contrato neste ano de 2020.

Você pode conferir o clipe de “Glocks & Remédios, Pt. 1” logo abaixo.

Chuck Hipólitho

chuck-hipolitho
Foto por Rafael Kent

O músico paulista Chuck Hipólitho lançou recentemente o seu álbum solo de estreia, intitulado Mais Ou Menos Bem. Agora, fazendo a divulgação do trabalho, foi liberado o videoclipe da faixa com sabor grunge “Tem Cheiro de Espírito Adolescente“.

O single foi composto pelo músico em parceria por Alexandre Zampieri, Fabricio Tchaik, Deborah Babilônia e Gustavo Macacko, e feita sob encomenda para a banda paulistana Deb & The Mentals. Como o título sugere, a música faz referência ao clássico do Nirvana “Smells Like Teen Spirit” e traz uma história louca que sem querer mistura um verso que já existia na original e outras coincidências.

Teen Spirit é uma marca de desodorante que acabou dando título a uma dos maiores hits da história do rock e quando Chuck ouviu o verso “pra sentir e pra esquecer seu desodorante” foi feita a ligação. Deborah Babilônia, da Deb & The Mentals, canta com ele na faixa. A letra é um pouco pessimista, então, para dar o contraste, Chuck planejou fazer um clipe mais alegre.

Pensamos num negócio bem ‘Geração Z’ com cinco atores dando rolê pela cidade, jovens curtindo um dia, uma coisa bem pessoal e com espírito adolescente. O clipe tem uma coisa contemporânea, mas nostálgica, como se fossem imagens de algum momento que passou.

“Tem Cheiro de Espírito Adolescente” foi dirigido por Vicky Salles, da Alien_Dupla, e contou com o apoio da grife californiana Vans. O álbum “Mais Ou Menos Bem”, lançado pela Deck, está disponível em todos os aplicativos de música.

WRY

WRY
Foto por Ana Erica

A banda paulista WRY vem divulgando seu sexto álbum de estúdio, Noites Infinitas, lançado em Outubro, e liberou nas últimas semanas o videoclipe para o single “I Feel Invisible“. A faixa é um pós-punk com levada sexy, batida dançante, guitarras groovy e linhas de baixo constantes e tensas.

A produção conta com direção e roteiro assinados pelos integrantes Mario Bross (vocal, guitarra e synth) e William Leonotti (baixo e backing vocal), e é protagonizado pelo dançarino e ator Lucas Fernandes. A letra de “I Feel Invisible”, bem como o vídeo, revelam uma pessoa à beira de enlouquecer contra a sociedade que a oprime.

Além de Mario e William, a WRY conta ainda com Luciano Marcello (guitarra e backing vocal) e Ítalo Ribeiro (bateria e backing vocal). O grupo surgiu em 1994, em Sorocaba/SP, e ficou na ativa até 2010, quando entrou em hiato, retomando as atividades em 2015.

Noites Infinitas é o primeiro álbum da banda em mais de 10 anos. O disco traz dez faixas, cantadas em português e inglês, e marca o início da parceria do quarteto com a gravadora americana OAR. A inspiração desse trabalho partiu dos desafios que se enfrenta em uma cidade ultra conservadora como Sorocaba. As músicas exploram temas de ansiedade, desespero e caminhos não convencionais em direção à esperança enquanto se vive no mundo dividido de hoje.

As músicas foram compostas a partir de 2017, com algumas coisas que vieram um pouco antes. Todo o material foi ensaiado no próprio estúdio da banda, Deaf Haus, que foi onde, em 2019, o arranjaram e gravaram. A produção é assinada pelo vocalista e guitarrista, Mario Bross. A mixagem e masterização foram feitas por João Antunes, entre janeiro e março de 2020.

Assista abaixo ao clipe de “I Feel Invisible”.