Ontem (23) o Foo Fighters fez uma transmissão ao vivo de um especial chamado “Times Like Those”.

Criado como uma forma de celebrar os 25 anos de carreira do grupo em tempos de pandemia, o vídeo teve Dave Grohl, Chris Shiflett, Nate Mendel, Taylor Hawkins, Pat Smear e Rami Jaffee sentados em poltronas nos estúdios 606 para comer pipoca e assistir a um slideshow de fotos do passado.

Por lá, a banda relembrou passagens de momentos distintos da carreira e inclusive revelou alguns segredos, então os listamos por aqui.

Vem com a gente mergulhar nesse especial que teve, inclusive, participação do brasileiro Diego Castanho, do fansite Foo Fighters Brasil, ao separar imagens para a banda.

Cada trecho aparece com a minutagem inicial de quando o assunto é comentado.

Divirta-se!

 

“Sono” no Palco (9:30)

Turnê acústica do Foo Fighters

Quando apresentou uma foto da turnê acústica que fez na época de In Your Honor, Dave Grohl foi surpreendido com o fato de que Taylor Hawkins falou que os shows eram difíceis pra ele.

Ao explicar, o baterista falou que não é muito fã de tocar bateria nesse formato e ainda revelou que durante as falas de Grohl chegou a bocejar, como em uma ocasião na lendária Sydney Opera House.

Quando viu que o amigo abriu o jogo, o guitarrista Chris Shiflett também falou sobre episódios onde bocejou em apresentações dos Foos quando Dave estava “contando seus causos” à plateia.

O quadro se encerra com Grohl fingindo estar irritado, dizendo “É bom saber, caras… tá anotado.”

Incidente no Programa de David Letterman (11:50)

Foo Fighters de Beatles no programa de David Letterman

Quando o apresentador David Letterman estava se despedindo da televisão, convidou o Foo Fighters para uma apresentação pra lá de especial.

No palco, a banda fez um longo show e tocou diversos hits da carreira, tudo fazendo referência à estética dos Beatles e se apresentando, durante boa parte, em preto e branco.

Ao mostrar uma foto dos bastidores, Dave Grohl disse que havia sofrido com uma “diarreia brutal” naquele dia.

Ao comentar o episódio, Taylor Hawkins falou que “não parecia”.

 

Saint Cecilia parte 1 (2:26)

Foo Fighters no Hotel Saint Cecilia

A primeira foto mostrada pela banda foi a imagem utilizada para divulgar o ótimo EP Saint Cecilia, lançado em 2015.

Ao comentá-la, o tecladista Rami Jaffee disse que essa foi a primeira foto em que ele apareceu como membro da banda após longos anos trabalhando ao lado dela como músico contratado.

Rami ainda foi bastante sacaneado pelos colegas de FF, que se assustaram com a “quantidade de dedos” que aparecem no seu pé.

Saint Cecilia parte 2 (2:26)

Comentando a mesma imagem, Taylor Hawkins revelou que o cordão que ele usa no pescoço foi um importante presente dos seus pais… que sua esposa acabou perdendo.

Ao explicar que inclusive tratava-se de um item religioso, o baterista foi sacaneado pelo seu “patrão”: “é legal que você tenha usado um emblema religioso ao mesmo tempo em que abria as pernas,” disse Dave Grohl.

Timidez Para As Fotos (3:48)

Foo Fighters em 1997Quem vê as fotos de divulgação do Foo Fighters hoje em dia nem imagina que os integrantes da banda odiavam tirá-las no início da carreira e ficavam com vergonha de fazê-lo.

Ao comentar a foto acima, os integrantes da banda falaram que não sabiam o que fazer e seus sorrisos eram de nervoso: “estou desesperadamente desconfortável nessa foto,” disse Nate Mendel.

Taylor Hawkins x Nate Mendel (3:48)

Na mesma foto, o então novato Hawkins aparece importunando o baixista Nate Mendel, e o próprio já chegou a falar em um documentário sobre a banda que não era muito fã de Taylor quando ele chegou.

Pois em Times Like Those o próprio baterista fala a respeito, dizendo: “eu acho que Nate ainda não me queria na banda”.

Após o comentário, Dave Grohl falou que Mendel “acabou sendo gente boa” e Hawkins concordou, afirmando que “sim, ele estava me aguentando”.

Os integrantes ainda brincaram dizendo que Taylor Hawkins estava querendo que todo mundo fizesse a tradicional pose da banda Madness, mas ninguém embarcou na ideia.

Madness em 1979

 

Mergulho na Islândia… (5:35)

Mergulho do Foo Fighters na IslândiaAo mostrar uma foto de Nate Mendel pulando na água, Dave Grohl revela que o episódio aconteceu na Islândia, às 3 da manhã, e o especial ainda apresenta um vídeo que detalha a ocasião.

Nele, é possível ver diversas pessoas se divertindo e muitas delas gritando o nome de Nate para que ele salte.

 

…e Punk Rock na Islândia (5:35)

Dave Grohl toca com banda islandesa

Aparentemente o Foo Fighters teve grandes experiências na Islândia, já que o país voltou à tona em outro momento quando os integrantes falaram sobre “o melhor day-off de todos os tempos”.

Além disso, Dave Grohl se lembrou de um episódio em que eles estavam comendo e bebendo Brennivín, a bebida típica do país, quando ouviram uma banda ensaiando em um celeiro próximo.

Os Foos se dirigiram até o local e fizeram uma jam com os adolescentes, sendo que um vídeo da ocasião é mostrado e Grohl ainda completa:

Nós tocamos com eles e pedimos para que eles abrissem o nosso show no dia seguinte. E eles abriram. Punk Rock islandês de verdade.

Em tempo, Dave está usando uma camiseta da Brennivín, a “cachaça” islandesa.

 

Dave ensina Chris (11:50)

Foo Fighters no backstage de David Letterman

No mesmo trecho onde a banda fala sobre a apresentação ao estilo dos Beatles, Chris Shiflett pergunta: “sabe quem me ensinou a dar um nó em uma gravata?”

Quando Dave pergunta quem foi, ele afirma que foi o próprio líder da banda:

Eu não sei onde a gente estava e como aconteceu, mas você me ensinou.

Taylor Hawkins diz então que deve ter sido em uma turnê da banda com o Red Hot Chili Peppers, e tanto Dave quanto Chris concordam.

Em tempo, a foto diz “2001”, mas na verdade o ano é 2011.

 

“Burn Brothers” (12:24)

Dave Grohl carregando churrasco

Ao comentar uma foto onde aparece carregando um respeitável prato de churrasco, Dave Grohl diz que reparou em uma marca de cigarro apagado em seu braço.

Ao apontar para ela, diz que ele e Taylor Hawkins costumavam colocar cigarros entre os braços.

O baterista então completa chamando a dupla de “Burn Brothers”, ou algo como “Irmãos da Queimadura”.

 
Compartilhar