Shavo Odadjian (System of a Down) no Rock In Rio 2015
Foto de Shavo Odadjian via Shutterstock
 

Nem os próprios membros do System of a Down parecem entender o que impede a banda de lançar um novo disco.

Shavo Odadjian, baixista do grupo, deixou isso claro durante uma nova entrevista com a rádio SiriusXM (via Consequence of Sound). No passado, o músico chegou a dizer que conseguia enxergar o dia em que a banda entraria em estúdio para gravar, inclusive revelando que o novo material era “muito melhor que tudo que já fizeram”.

Na conversa, porém, o tom mudou. De início, Shavo revelou que o SOAD já se reuniu — sem o vocalista Serj Tankian — para trabalhar em algumas músicas. Ele não tem previsão de quando o frontman vai decidir participar das sessões ou apresentar seu próprio material para os outros membros.

Fomos ao estúdio e escrevemos cerca de 10 ou 11 músicas. Daron trouxe sete ou oito músicas; eu levei quatro ou cinco ideias que se tornaram músicas. Tudo isso sem os vocais do Serj, claro. Foi muito bom. Tudo saiu bem legal. E espero um dia voltar a esse material e usar algumas das coisas do Serj. Eu sei que o Serj tem algumas coisas.

Ao ser pressionado sobre quando os principais compositores, Tankian e Daron Malakian, colocarão suas diferenças de lado, o baixista disse:

No meu mundo, cara, o motivo de isso estar acontecendo é uma grande questão. Acho que poderíamos superar qualquer coisa porque não é como se alguém tivesse feito algo tão horrível que não se possa superar — não é nada disso. São apenas diferenças criativas que estão durando um pouco demais para mim, para o meu gosto. Eu sou um desses fãs [frustrados]. Eu juro por Deus, cara. Eu realmente adoraria ter feito isso. Quero dizer, como eu disse: se dependesse de mim, nunca teríamos parado. Nós estaríamos em nosso nono ou décimo álbum agora.

Complicado.

Enquanto isso, o System of a Down continua fazendo shows ao redor do mundo para relembrar sua discografia. O último disco é Hypnotize, lançado em 2005.