Sonic
Foto: Reprodução/YouTube
 

Calma, eu te explico… mas sim, talvez Sonic seja um baita de um assassino.

Além das piadas e críticas ao trailer do live-action sobre o ouriço famoso nos games, que chegou nesta terça-feira (30), uma outra questão no mínimo bizarra foi levantada sobre o que acontece no filme.

Um usuário do Reddit (via Twitter) resolveu calcular as possíveis consequências do apagão causado por Sonic quando ele corre, mas de uma maneira bem específica. A pessoa chegou ao número exato de bebês que podem ter morrido (!) por conta da falta de energia elétrica.

Olha a explicação:

O pulso eletromagnético que Sonic soltou é poderoso o suficiente para apagar os eletrônicos de todo o Noroeste Pacífico.

De acordo com a GoNorthWest, a área tem uma população de 15 milhões de pessoas. O Bump Reveal estima que 3,978,497 bebês nascem todos os anos nos Estados Unidos.

Usando estatísticas do Bliss, é estimado que 1 em cada 7 bebês no Reino Unido precisam ficar na UTI Neonatal após o nascimento. Assumindo que essa estatística seja parecida nos Estados Unidos, isso significaria que 568,365 precisam deste tratamento a cada ano nos EUA.

Os Estados Unidos têm aproximadamente 327 milhões de pessoas vivendo lá, o que significa que o Noroeste Pacífico tem aproximadamente 4,5% da população americana, se traduzindo em 25,576 bebês precisando de tratamento neonatal na área anualmente.

Usando estatísticas do Bliss novamente, pode ser visto que a estadia média em uma clínica neonatal para um bebê é de uma semana. Considerando que há 52 semanas em um ano, isso significa que 1/52 desse número está nas clínicas em algum momento.

Isso se traduz em 491 bebês na área onde o Sonic imediatamente cortou energia e suporte de vida. Sonic é literalmente um assassino em série de bebês.

Desculpem.

Socorro?

Com Jim Carrey no papel do vilão Dr. Robotnik, o longa chega aos cinemas no dia 15 de Novembro.

   
Compartilhar