Scott Weiland

Infelizmente, os últimos anos do talentoso Scott Weiland não foram dos melhores.

Alguns anos antes de ser demitido da reunião do Stone Temple Pilots por seus problemas de comportamento e com drogas, a mesma história aconteceu com o Velvet Revolver, banda da qual também foi frontman em 2008.

Agora, o guitarrista Dave Kushner deu mais detalhes sobre a demissão do vocalista em uma nova entrevista para a Fueled By Death — você pode ouvir ao fim da publicação.

Segundo o músico, Weiland estava gastando muito dinheiro às custas do grupo, e este teria sido o maior motivo que levou à sua saída. Kushner revelou que o vocalista alugava limousines e ia aos shows usando um ônibus diferentes do resto da banda, além de ficar em hotéis diferentes também.

Leia um trecho:

Fomos ficando cada vez mais ressentidos, e ele cada vez mais distante, e isso começou a acumular e acumular e nós falamos, ‘cara, você não pode, sabe.’ Há muito mais que isso. Houve problemas com dinheiro. […] Era tipo, ‘nós vamos para Nova York, eu vou alugar uma limusine e depois vou cobrar a banda por isso.’ E a banda estava atenta a isso, então ficamos tipo, ‘não, cara, você não pode nos cobrar. Esse é o nosso dinheiro, não vou pagar por isso,’ e toda essa merda. [Ele] ficava em hotéis [diferentes] e ficou muito difícil, e depois muito frustrante. […]

O guitarrista ainda revelou que a banda tentou por algum tempo substituir Scott Weiland, mas não conseguiu achar “ninguém que estava naquele nível ou alguém que fosse igualmente incrível e diferente.”

O Velvet Revolver chegou a gravar oito músicas com Corey Taylor (Slipknot, Stone Sour), mas ao que tudo indica, a dinâmica não funcionou muito bem e estas canções nunca foram lançadas.

Velvet Revolver e Stone Temple Pilots

O supergrupo contava também com Slash, Matt Sorum e Duff McKagan, do Guns N’ Roses, e esteve ativo de 2002 a 2008. A banda se reuniu em 2012 para uma apresentação ainda com Scott Weiland nos vocais, e nunca mais retornou.

Já o Stone Temple Pilots, banda principal de Scott, finalmente encontrou um novo vocalista em Jeff Gutt. Depois da saída de Weiland em 2013, o grupo ainda tocou com Chester Bennington, frontman do Linkin Park que faleceu no ano passado.