Muito se tem falado sobre o último álbum lançado por David Bowie antes de sua morte, intitulado Blackstar (★), e algo que chamou atenção foi a capa minimalista do álbum, como visto acima.

Muitos fãs criticaram negativamente a arte, dizendo ser muito simples para um álbum tão grandioso, e foi aí que Jonathan Barnbrook, o designer que criou a capa para Bowie, decidiu falar sobre a escolha e explicar as inspirações por trás dela.

Agora não se fala mais tanto nisso, mas um monte de gente disse que era uma capa de merda quando [o álbum] saiu, que foi feita em cinco minutos. Mas eu acho que há um mal-entendido sobre a simplicidade dela. David Bowie era um homem que estava de frente para sua própria mortalidade. O símbolo ★, ao invés de se escrever “Blackstar”, tem uma espécie de finalidade, uma escuridão, uma simplicidade, que é uma representação da música. […] A ideia de mortalidade está lá, e é claro que também há a ideia de um buraco negro sugando tudo, do Big Bang, do início do universo, se há um fim para o universo. Estas são coisas que se relacionam com a mortalidade.

Fonte: CoS

David Bowie lançou Blackstar (★) no dia 08 de Janeiro, data de seu aniversário de 69 anos, e morreu apenas dois dias depois, após uma longa batalha contra o câncer. Você pode ler a nossa resenha sobre o álbum clicando aqui, e ouvi-lo na íntegra no player abaixo.