Netflix
Foto via Flickr

A Netflix já cresceu em audiência nos últimos dias devido ao isolamento para combater a transmissão do novo coronavírus. A informação veio do chefe de conteúdo da empresa, Ted Sarandos, que também garantiu que pelo menos pelos próximos meses, o serviço de streaming não será afetado.

Em entrevista à CNN americana, Sarandos divulgou que todas as produções da Netflix ao redor do mundo estão paralisadas, seguindo recomendações, o que pode atrasar algumas estreias previstas para o final do ano. “Nós trabalhamos muito à frente com a entrega de todos os nossos conteúdos, porém todas as produções foram encerradas,” revelou.

Além de elencos e equipes de filmagens, a empresa também dispensou colaboradores de outros departamentos para que trabalhassem de casa. Um fundo de 100 milhões de dólares foi criado para ajudar os profissionais mais afetados do cinema e da televisão ao redor do mundo, que receberão o dinheiro após análise de produção por produção.

Duas semanas de salários adiantados também foram oferecidos para pessoas que têm contratos temporários com a empresa, ou seja, que foram contratadas para trabalhar em alguma série ou filme específico.

Netflix e o Coronavírus

O que pode ser feito à distância, está sendo feito! Na última semana, quarenta pessoas da equipe da série Big Mouth fizeram uma reunião online para a leitura do roteiro da produção. “Todos estão se preparando para quando puderem voltar a trabalhar”, afirmou Ted.

Sobre o aumento da audiência da plataforma de streaming, ele afirmou que toda visualização é positiva, assim como também provavelmente vem acontecendo com os canais de TV, mas ponderou afirmando que a fase atual “é algo sem precedentes na história” da Netflix.

Para finalizar, Sarandos reforçou a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que a melhor coisa a ser feita nesta momento é ficar em casa. “Estamos nos esforçando para ajudar a todos”, concluiu.

 
Compartilhar