The Umbrella Academy
Foto: Divulgação/Netflix
 

Alguns músicos são multi talentosos e expandem seu talento para além da música. Um deles é Gerard Way, o ex-vocalista do My Chemical Romance. Além de um excelente vocalista e compositor, Way é também escritor de histórias em quadrinhos.

Uma de suas melhores obras (desconsiderando-se, é claro, o repertório musical) é The Umbrella Academy. A história, por sinal, virou uma série na Netflix, e está disponível na plataforma desde o último dia 15. Na adaptação, o ex-My Chemical Romance recebe os créditos de roteirista e de produtor executivo.

A série conta com uma estética visual exótica, e se diferencia da maioria das séries do gênero de super-herói. Com uma história bastante original, a adaptação se destaca também por conta de sua trilha sonora.

Do antigo ao atual, em uma eclética seleção de músicas

A primeira temporada veio ambientada com uma trilha sonora que retrata bem a ideia de que a série não pode ser colocada em uma caixinha.

Indo de clássicos a músicas lançadas durante a atual década, a série tem de tudo. Vai de “Sinnerman”, de Nina Simone, até “In the Heat of the Moment”, do grupo Noel Gallagher’s High Flying Birds. Outros clássicos incluem “Soul Kitchen”, do The Doors, e “Don’t Stop Me Now”, do Queen.

Não, a trilha da temporada não conta com nenhuma música do My Chemical Romance. Mas Gerard Way não podia deixa de contribuir musicalmente para a adaptação. Em parceria com o também ex-MCR Ray Toro, Way gravou uma cover de “Happy Together”, clássico do The Turtles. Além disso, a dupla deu uma roupagem mais misteriosa e pesada para “Hazy Shade of Winter”, da dupla Simon & Garfunkel.

Confira abaixo uma playlist disponibilizada pelo perfil da Netflix no Spotify, com as músicas que marcaram presença ao longo da primeira temporada da série: