Flea, do Red Hot Chili Peppers, na Alemanha em 2016
Foto de Flea via Shutterstock
 

O chamado #DesafioDos10Anos (ou #10YearsChallenge, em inglês) tomou conta da internet nos últimos dias.

A brincadeira se resume a postar duas fotos, uma atual e outra de 10 anos atrás (no caso, 2009). Muitos entraram na onda em suas redes sociais, inclusive artistas como Jennifer Lopez, Dua Lipa, Cardi B, Chance the Rapper e mais. A ideia é mostrar o quanto uma pessoa pode mudar (ou não) em uma década.

Flea, o respeitado baixista dos Red Hot Chili Peppers, resolveu fazer diferente. Ao invés de se comparar consigo mesmo há 10 anos, o músico resolveu fazer um paralelo entre hoje e 1983.

 

Nada mudou em 36 anos!

Flea tem parte da sua fama associada à sua energia em palco e ao seu carisma. Mesmo hoje, aos 56 anos, o baixista não consegue ficar quieto no palco, que nem uma “pulga”.

Em 1983, Flea se juntou a Anthony Kiedis, Hillel Slovak e Jack Irons para formar o Red Hot. Na época, ele tinha apenas 20 anos, mas já fazia jus a seu apelido. A publicação, feita pelo músico em sua conta no Instagram, enfatiza justamente sua pulsante energia, que se mostra pouco desgastada mesmo após quase 40 anos.

A foto de 1983 foi tirada por Edward Colver, famoso fotógrafo musical, especialmente bandas punk. Já a mídia atual é um vídeo de alguma apresentação recente do Red Hot em que Flea aparece, como sempre, inquieto no palco.

Entre os comentários da publicação, os fãs, de diversos lugares do mundo, elogiaram a boa forma do músico. Uma se questionou em tom de brincadeira: “Como que o Flea ainda tem uma coluna vertebral?”.

Que sonho chegar aos 56 assim, né?