MTV Unplugged (Acústico MTV)
 

A MTV revolucionou o mundo da música expandindo seu alcance para a televisão como nenhum outro canal jamais foi capaz. A emissora conquistou o público jovem, imortalizou a linguagem dos videoclipes e ajudou a divulgar o trabalho de muitos artistas. Mas não apenas isso: o canal também criou programas com formatos que são imitados até hoje.

Além da presença marcante dos VJs e sua linguagem jovem, a MTV também foi responsável pela explosão do formato acústico de apresentações. Um único programa foi capaz de popularizar isso: o incrível MTV Unplugged, trazido para o Brasil como Acústico MTV.

Com início em 1989, o programa inovou o formato de apresentações musicais e fez com que os acústicos se tornassem populares entre jovens, criando uma nova via de comercialização de músicas especialmente para o rock dos anos 90. Recentemente a emissora inclusive disse que irá voltar com o formato.

Os colaboradores do TMDQA! votaram nos seus episódios favoritos e, com isso, fizemos uma lista com os 10 mais votados. Confira abaixo e aumente o som!

 

10 – Paul McCartney (1991)

O mais antigo episódio da lista é o do ex-Beatle Paul McCartney. Um dos primeiros a conquistar tamanho sucesso comercial, o álbum foi logo depois lançado em formato físico para vendas. E o lançamento incentivou muito a tendência que vemos, até hoje, de artistas fazerem gravações em formato acústico. Meses após a gravação do programa, Paul lançou o álbum Unplugged (The Official Bootleg).

Em seu acústico, o músico aproveitou a oportunidade de tocar algumas músicas menos conhecidas de seu repertório, como “Every Night“, “That Would Be Something” e uma versão instrumental de “Junk“, as 3 de seu álbum de estreia solo. Além disso, a setlist contou com clássicos compostos em parceria com John Lennon, como “And I Love Her” e “Blackbird“, e com algumas covers.

 

9 – Bob Dylan (1994)

Ao longo dos anos 90, o MTV Unplugged deu a vários artistas do rock a oportunidade de fazer algo diferente, recriando suas músicas no formato acústico. Mas a experiência também foi contemplada por artistas consagrados no folk. Um deles, e o que mais se destacou no programa, foi Bob Dylan.

O compositor gravou o seu Acústico em duas noites em 1994, nos dias 14 e 15 de Novembro, e as juntou em apenas um show. A posterior venda do álbum, alguns meses depois, representou o melhor índice de vendas de Dylan em anos.

O repertório contou com vários clássicos do cantor como “Tombstone Blues“, “Like A Rolling Stone” e “The Times They Are a-Changing“. Músicas mais atuais para a época também foram inseridas, como a então recém-lançada “Dignity“.

 

8 – Florence + The Machine (2012)

Entre suas várias reformulações ao longo dos anos, o MTV Unplugged continua até hoje em atividade, ajudando na criação de belas performances acústicas.

As mudanças ocasionadas na indústria graças ao universo digital ficam claras na apresentação do grupo Florence + The Machine, de 2012. A apresentação aconteceu pouco tempo após o lançamento do segundo álbum de estúdio do grupo, Cerimonials.

O show, no qual Florence teve a companhia de uma incrível orquestra, foi ao ar na televisão e ficou, logo depois, disponível na internet. Também foi lançado no formato físico, em CD e DVD. No geral, o resultado recebeu críticas positivas, e se tornou um dos mais famosos lançamentos da “nova era” do Unplugged.

A setlist contou com sucessos do grupo como “Dog Days Are Over” e “No Light, No Light“. Dentre as 11 músicas, o repertório ainda contou com uma cover de “Jackson” (originalmente lançada por Johnny Cash e June Carter), com a ilustríssima participação de Josh Homme, do Queens of the Stone Age.

 

7 – Oasis (1996)

Aqui temos um episódio polêmico. O Oasis vivia em 1996 talvez o seu melhor momento. Ainda durante a divulgação do épico (What’s the Story) Morning Glory?, a banda acumulava sucesso suficiente para convencer a MTV a dedicar um Unplugged para o grupo.

Aconteceu no Royal Festival London Hall, no dia 23 de Agosto. A ideia e a ocasião eram ótimas, mas com certeza a emissora imaginava que teria os dois irmãos Gallagher no palco simultaneamente. O Oasis apareceu para a apresentação sem Liam Gallagher, seu principal vocalista.

Coube a Noel Gallagher o papel de assumir a frente do grupo e cantar algumas das canções mais emblemáticas do rock britânico dos anos 90. Foi o empurrão para a primeira grande briga interna do Oasis que se tornou pública.

Boatos dizem que Liam optou por não cantar simplesmente por não gostar de apresentações no formato acústico. Também é dito que o vocalista estava com uma severa dor de garganta que o impossibilitou de cantar. De qualquer maneira, esse foi apenas o primeiro de uma série de shows da banda que não contou com a presença de Liam. Ele só voltou para a turnê uma semana depois.

Por opção da emissora, o MTV Unplugged da banda foi muito pouco divulgado, tendo sua exibição bem restrita na programação. Até hoje, é muito difícil encontrar pela internet vídeos do episódio.

 

6 – Stone Temple Pilots (1993)

O movimento grunge estava em alta no início dos anos 90 da mesma maneira que o MTV Unplugged ganhava cada vez mais fama. Logo, juntar ambos significava sucesso na certa!

Em 1993, a banda Stone Temple Pilots gravou seu MTV Unplugged. Na época tendo apenas um álbum lançado, o STP fazia barulho no mundo inteiro com seus hits “Creep” e “Plush“. O repertório contou, além das faixas do álbum de estreia Core, com uma cover de “Andy Warhol“, de David Bowie.

A apresentação, gravada em Nova Iorque, contou também com a estreia de uma faixa inédita, “Big Empty“. A faixa apareceria oficialmente no lançamento do álbum Purple, o segundo do grupo, um ano depois.

 

5 – Eric Clapton (1992)

Um dos maiores sucessos comerciais do programa foi a gravação com o cantor e compositor Eric Clapton, em 1992. Por sinal, o álbum, lançado com o nome Unplugged, é até hoje o álbum ao vivo mais vendido da história!

Com novos arranjos que se encaixaram bem no contexto acústico da apresentação, Clapton gravou músicas que lhe renderam seis Grammys em 1993. O cantor ganhou nas categorias Gravação do Ano, Álbum do Ano, Canção do Ano, Melhor Performance Masculina de Vocal Pop, Melhor Performance Masculina de Vocal de Rock e Melhor Música de Rock.

A gravação aconteceu pouco tempo após o lançamento da incrível “Tears In Heaven“. Foi também a época em que nasceu a versão acústica da faixa “Layla“. E o melhor: tem na internet em qualidade de 1080p!

 

4 – Alanis Morissette (1999)

Mais para o final da década, a cantora canadense Alanis Morissette também gravou o seu MTV Unplugged. Até o momento, Alanis tinha lançado quatro álbuns de estúdio, o que serviu para incluir no show alguns de seus maiores hits.

A apresentação aconteceu no dia 18 de Setembro, e contou com uma setlist de 15 músicas. O repertório contou também com novidades, como foi o caso de uma cover de “King Of Pain“, do The Police.

A gravação resultou também no lançamento do primeiro álbum ao vivo da cantora: Alanis Unplugged, lançado no mesmo ano. No álbum, três músicas do acústico original foram cortadas: “Baba“, “Thank U” (ambas do álbum Supposed Former Infatuation Junkie) e “Your House” (de Jagged Little Pill).

 

3 – Alice In Chains (1996)

Outro grupo que gravou o MTV Unplugged enquanto estava no auge foi o Alice In Chains.

A épica apresentação, gravada no dia 10 de Abril de 1996 na Brooklyn Academy of Music, foi o primeiro show do grupo após uma pausa de três anos em suas apresentações ao vivo. Foi também uma das mais famosas e memoráveis performances do ex-vocalista Layne Staley, que faleceu em 2002. Staley estava visivelmente fraco por conta do consumo excessivo de drogas. Acabou sendo uma de suas últimas apresentações.

No entanto, o show repercutiu positivamente. O álbum feito a partir da apresentação, intitulado Unplugged, ficou na terceira colocação da Billboard 200. Na ocasião, o grupo apresentou até uma faixa inédita: “The Killer Is Me“.

Você pode assistir à apresentação na íntegra clicando aqui.

 

2 – Pearl Jam (1992)

O lançamento de Ten foi a melhor estreia possível para o grupo Pearl Jam. Com apenas um álbum, a banda conquistou o mundo e se mostra relevante no cenário até os dias de hoje.

Por sinal, as onze músicas do álbum foram o suficiente para preencher a setlist do MTV Unplugged estrelado pela banda. Seis dessas onze músicas foram o suficiente para compor um dos mais memoráveis shows do Pearl Jam. Compuseram o repertório as faixas “Oceans“, “Alive“, “Black“, “Jeremy” e “Porch“. A única canção que não estava presente em Ten e foi tocada na ocasião foi “State of Love and Trust“, lançada como single no mesmo ano para o filme “Vida de Solteiro”.

Mesmo com a repercussão positiva, o acústico só foi sair em formato físico há pouco tempo. Foi lançado um DVD com o conteúdo em 2009, como parte do relançamento do icônico álbum de estreia.

Você pode assistir ao show na íntegra clicando aqui.

 

1 – Nirvana (1993)

Lembra de quando falamos acima que o grunge foi um movimento muito beneficiado pelos acústicos da MTV? Certamente um grupo do gênero ficaria no topo da nossa lista, e foi o que aconteceu!

Não foi o de maior sucesso comercial, mas o MTV Unplugged do Nirvana é considerado um dos momentos mais importantes da história do rock. Gravado cinco meses antes da morte do vocalista Kurt Cobain, o material foi lançado em CD em 1994, e em DVD em 2007.

Diferentes dos outros Unplugged, onde os artistas optaram por fazer versões acústicas de seus sucessos, o repertório do Nirvana surpreendeu ao ser majoritariamente composto de músicas autorais menos conhecidas. As faixas mais conhecidas até então que foram tocadas foram “Come As You Are“, “Polly” e “All Apologies“.

A setlist se destacou pela quantidade de covers. Na ocasião, a banda tocou suas versões de músicas de Lead Belly, Meat Puppets e The Vaselines. Foi também o momento em que nasceu a bela versão de “The Man Who Sold The World“, originalmente lançada por David Bowie.

A corajosa apresentação só conseguiria ter um resultado melhor caso tivesse a participação de Eddie Vedder (o que, por sinal, quase aconteceu).

E aí? Deixamos algum dos seus favoritos de fora da lista? Nirvana merece mesmo o topo? Deixe sua opinião nos comentários!