Trent Reznor, do Nine Inch Nails
Foto via Shutterstock
 

É, não foi dessa vez para o Nine Inch Nails… de novo.

A banda foi esnobada pelo Hall da Fama do Rock and Roll pelo terceiro ano consecutivo, e não foram só os fãs que reagiram à notícia. O frontman Trent Reznor também deu sua opinião bem ácida sobre o acontecimento.

Em entrevista à Stereogum, o vocalista revelou:

Eu vi alguém escrever algo na internet ou comentar no Twitter tipo: ‘O que poderia ser menos rock and roll do que a porra do Hall Of Fame?’ E isso é realmente como me sinto sobre isso. Eu direi isto: é bom ser celebrado. É melhor ainda quando vem de um lugar que você gosta. Tipo, um Grammy não significa nada. Isso significa que alguns idiotas em uma sala estão tentando fazer um programa de TV ter um bom ibope decidindo: ‘Vamos premiar esse cara’. Não parece que tem algum significado por trás disso. O pior seria se [fossemos induzidos] e depois o quê? Nós teríamos que aparecer e tocar? Eu não posso nem imaginar como isso seria.

Ele ainda continuou, deixando claro que não está criticando o evento por estar chateado com a esnobada.

Eu não estou dizendo isso por dor de cotovelo. Eu sinceramente não estou nem aí. Eu não vou dormir melhor. Incluído ou não. Dito isto, é sempre bom sentir que você foi apreciado em algum nível, mas não está na minha lista de coisas que preciso fazer antes de morrer.

Vale lembrar que o Hall do Fama já anunciou os indicados para 2019, e a lista conta com Def Leppard, Stevie Nicks, Todd Rundgren, Roxy Music, John Prine, Devo, The Cure, MC5, Rufus featuring Chaka Khan, Rage Against The Machine, Janet Jackson, Kraftwerk, Radiohead, LL Cool J e The Zombies.

A regra do evento diz que para poder estar na lista o artista deve ter lançado seu primeiro registro em estúdio há pelo menos 25 anos. Será que o Nine Inch Nails será indicado um dia após as declarações de seu vocalista?