Foto: Reprodução/YouTube
 

Ok, quase todas as apresentações do The Mars Volta são bem insanas. Mas essa aqui foi além.

Em 2003, a banda foi convidada para se apresentar no MTV Video Music Awards Latinoamérica, premiação com foco em grupos e artistas latinos. À época, o Mars Volta trazia em sua formação o monstruoso Jon Theodore (bateria, hoje no Queens Of The Stone Age), Juan Alderete (baixo), Ikey Owens (teclado), os irmãos Marcel e Omar Rodríguez-Lopez (percussão e guitarra) e o elétrico Cedric Bixler-Zavala (vocais).

Para introduzir o grupo, a MTV chamou ninguém mais, ninguém menos que Zack de la Rocha (Rage Against the Machine), que mostrou ser um baita fã da banda com seu discurso:

É raro na música que uma banda reconheça o passado e se recuse a ignorá-lo. Uma banda que honra o espírito de pessoas como Celia Cruz, como Fela Kuti e o MC5, não com nostalgia, mas com sua própria inventividade. Uma banda que está mais interessada em criar momentos do que criar hits. Essa é a banda e esse é o momento. Esse é o The Mars Volta.

Pois bem, De La Rocha não estava errado ao dizer que o grupo criaria um momento.

Enquanto tocava “Drunkship of Lanterns”, do disco de estreia De-Loused in the Comatorium (2003), a banda chocou a plateia e também os convidados ilustres da premiação.

Além da ferocidade e energia em palco do vocalista Cedric — que parecia ter uma mola no lugar dos ossos e ainda mostrava toda a força das performances do At The Drive-In –, o cara ainda resolveu se jogar nos convidados e até roubar um óculos de um artista. A apresentação terminou com a plateia enlouquecida, que com certeza saiu dali amando ou odiando muito o grupo.

Em tempo, no disco citado acima quem gravou os baixos foi Flea, do Red Hot Chili Peppers, e o guitarrista John Frusciante também apareceu em “Cicatriz ESP”.

Assista!