System Of A Down
Foto: Divulgação
 

Após anos sem grandes notícias em relação ao System of a Down, o guitarrista Daron Malakian decidiu seguir em frente com o Scars on Broadway, seu projeto paralelo.

Dez anos após o lançamento de seu primeiro álbum de estúdio, o grupo está se preparando para lançar Dictator, novo álbum de inéditas, no dia 20 de Julho. Inclusive, nós chegamos a publicar por aqui sobre o primeiro single do trabalho, “Lives”.

Agora, em uma nova entrevista para a Revolver Magazine, o músico comentou sobre a mudança de ares e o que de fato aconteceu com o SOAD.

“O System ainda toca ao vivo, e sempre houve essa conversa de que talvez iremos fazer algo, talvez não,” começou. “Então eu pensei, ‘talvez eu devesse guardar essas canções’. Esse é o maior motivo pelo qual eu demorei tanto em lançar essas músicas [com o Scars On Broadway]. Existia essa conversa constante entre nós de que talvez fossemos lançar um álbum juntos.”

No entanto, as coisas não aconteceram desse jeito e o guitarrista decidiu seguir em frente.

Tempo suficiente passou e eu não quero mais esperar. Eu me sinto muito bem em finalmente lançar essas músicas. Honestamente, quase qualquer coisa que eu escrevo funciona para qualquer uma das bandas. O que você está ouvindo [na música] é meu estilo de composição. Tudo o que eu escrever geralmente será nesse viés.

O músico clarifica que isso não significa que o SOAD nunca irá lançar um novo álbum. No entanto, ele também revela que os fãs não devem criar muitas expectativas:

Eu não diria nunca, mas nesse exato momento não parece que nós iremos fazer qualquer coisa tão cedo. Eu não posso encerrar o assunto e dizer que está tudo acabado pra sempre. Nós ainda somos amigos. Todos os membros da minha banda postaram [o novo single do Scars on Broadway] nas suas redes sociais, então ainda apoiamos uns aos outros.

É mais uma combinação de onde cada pessoa está em diferentes pontos de suas vidas e cada pessoa querer algo diferente. Existem algumas diferenças criativas também sobre qual direção cada um de nós quer levar o próximo álbum do System, se ele algum dia acontecer. O que é normal. Eu não estou triste nem nada do tipo.

A única coisa que me deixou meio frustrado foi precisar esperar por algo que poderia ou não acontecer. Muito tempo passou desde os meus últimos lançamentos com o Scars e o System. Mas nunca é tarde demais.