Pós-punk tropical: conheça o som do projeto carioca GUACHE

O som tem como uma das bases um instrumento que eles mesmo criaram

 

Uma atmosfera climática digna dos discos do fim dos anos 80 mas com algo de brasileiro.

É assim que o som da GUACHE surge aos ouvintes. O duo de rock alternativo do Rio de Janeiro é formado por Gil Fortes e Luciana Melo e acaba de lançar seu disco de estreia. Entitulado O Que Vem, o álbum mescla poesia e uma estética minimalista. O disco é um lançamento da RockIt Digital, selo de Dado Villa-Lobos.

O som é focado em timbres diferenciados de guitarra, levadas de synths, vocais em uníssono e o incrível baixo de seis cordas, híbrido de baixo e guitarra construído pelo próprio Gil, que é luthier. O álbum da GUACHE foi produzido por Gil, gravado, editado e mixado em casa, ao longo de 2017. O disco mostra calma e é feito para saborear sem pressa.

Gil Fortes e Luciana Melo têm a música como um dos catalisadores de seu relacionamento. Desde 2015 focam na pesquisa musical, desenvolvendo seu jeito de escrever e compor a dois.

Integrante do trio de rock experimental IN-SONE (selo QTV), Gil também participou como músico, produtor, mixador de vários projetos, entre eles Momo, Chelpa Ferro, Dé Palmeira e Duplexx. Luciana, que estudou Artes Cênicas e se formou em Educação Artística (EBA/UFRJ), entende o GUACHE como ambiente de experimentação e encontro de linguagens.

Ouça a estreia do GUACHE abaixo:

Comentários