Vídeo: James Franco se pronuncia sobre acusações de assédio

Ator foi questionado por Stephen Colbert em programa de televisão

James Franco no programa de Stephen Colbert
Foto: Reprodução / YouTube
 

No último final de semana aconteceu a cerimônia de entrega do Globo de Ouro em 2018 e o evento foi marcado pelo forte posicionamento das mulheres contra abuso e assédio de homens poderosos de Hollywood.

A imensa maioria das mulheres que foram ao evento apareceu por lá vestindo preto e muita gente usou um broche que dizia “Time’s Up”, fazendo referência a um movimento que diz que o tempo de abusos e assédios por atores e produtores acabou em Hollywood.

Quem levou um prêmio durante a noite foi o ator e cineasta James Franco, e depois que isso aconteceu algumas mulheres utilizaram o Twitter para criticá-lo, dizendo que era hipocrisia da parte dele usar o broche do “Time’s Up” sendo que ele também havia assediado atrizes em um passado recente.

LEIA TAMBÉM: veja o discurso legendado de Oprah Winfrey no Globo de Ouro

Franco foi ao programa de Stephen Colbert após a premiação e por lá o apresentador lhe perguntou a respeito das acusações, que incluem uma declaração de Ally Sheedy, atriz dirigida por James em uma peça na Broadway, e também de Violet Paley, que diz que o cara forçou a cabeça dela em direção ao seu pênis em uma ocasião, além de convidar uma amiga dela de 17 anos de idade para ir ao seu hotel.

A respeito das declarações, ele disse:

Antes de tudo, eu quero dizer que eu apoio o movimento [Time’s Up]. Eu fiquei muito empolgado por vencer o prêmio, mas só estar naquele local aquela noite já foi incrível. Foi poderoso. Eu apoio as mudanças, eu apoio que as minorias, sejam mulheres, negros ou pessoas da comunidade LGBT tenham posições de liderança. Quero que elas ocupem posições das quais foram afastadas. Eu acredito completamente nisso.

Houve algumas coisas no Twitter, e eu não li. Eu ouvi falar delas. Eu não faço ideia do que eu fiz para Ally Sheedy. Eu a dirigi em uma peça na Broadway, eu só me diverti com ela. Tenho o máximo respeito por ela. Eu não faço ideia de por que ela ficou magoada. Ela apagou o tweet, eu não sei, não posso falar por ela.

Quanto às outras, na minha vida eu tenho orgulho de me responsabilizar pelo que eu fiz. As coisas que eu ouvi não são precisas, mas eu apoio completamente que as pessoas digam o que pensam porque durante muito tempo elas não tinham uma voz. Eu não quero calar ninguém, de forma alguma. Eu acho que é algo bom e eu apoio.

Depois disso, James Franco foi questionado sobre como ele acha que isso poderia ser discutido fora das redes sociais, e como pessoas que pensam de forma diferente poderiam conversar para se entender, já que o próprio Stephen Colbert fala que não sabe muito bem como aprofundar essa discussão, e disse:

Como eu disse, se eu, eu não consigo viver a minha vida se é necessário fazer algum tipo de reparação. Eu irei fazer. Então se eu fiz algo errado, irei consertar. Eu tenho que consertar. Quero dizer, eu acho que é assim que funciona. Eu não sei que outra coisa – eu não sei que outra coisa fazer. Olha, eu realmente não tenho as respostas e eu acho que o principal de tudo isso é que a gente escuta. Sabe, houve gente incrível falando aquela noite. Elas tinham muita coisa a dizer, e estou aqui para escutar, aprender e mudar a minha perspectiva onde ela estiver equivocada, e estou completamente cheio de vontade para fazê-lo.

Você pode assistir à entrevista de James Franco a Stephen Colbert logo abaixo.

Comentários