The Sums
Foto: Reprodução / Youtube
 

O começo dos anos 2000 foi movimentado para diferentes gêneros do rock, que tinham um peso e uma audiência muito relevante em canais de televisão como a MTV. Entre bandas de New Metal, Rock Alternativo e Pop-punk, artistas de Indie Rock como o The Strokes, The HivesThe Vines e The White Stripes começavam a estourar e a marcar presença nas playlists, rádios e rankings de clipes em canais especializados de música ao redor do mundo

E como toda nova tendência de estilo, tanto musical quanto visual, não demoram a surgir algumas paródias para tirar um sarro com a novidade. E foi exatamente isso que o Sum 41 fez para promover o single “Still Waiting” do seu então recém-lançado disco Does This Look Infected?, de 2002.

No clipe, dirigido por Marc Klasfeld, a banda adota por exigência de um executivo da sua gravadora (interpretado pelo comediante Will Sasso) o nome fictício The Sums e é forçada a mudar de estilo visual para se adequar aos “novos padrões comerciais” do rock da época, conhecido como o garage-rock revival.

Esse negócio de nome de banda com número está por fora” chega a dizer o personagem do executivo durante a cena inicial. Pra quem não se lembra (ou não viu o clipe), assista abaixo:

Em entrevista recente concedida à MTV News, o vocalista e guitarrista Deryck Whibey e o diretor Marc Klasfeld falaram sobre o clipe que ironicamente também serviu para lançar o Sum 41 ao mundo:

“Era muito difícil não rir o tempo inteiro”, diz Whibley. “Em todas as cenas o Sasso estava fazendo algo diferente, e era engraçado, nós não estávamos acostumados a ser filmados e não poder rir ao mesmo tempo.”

“No fim do dia, o que nós pensávamos sobre os nossos vídeos era que nós queríamos ter um pouco de humor com alguns elementos de performance da banda”, diz Derick.

Eu não sou um cara muito engraçado, então o humor estava normalmente em tirar sarro de alguém ou com outras pessoas sendo engraçadas no vídeo.

Claramente inspirado pelos clipes de “Hard to Explain” “Last Nite” do The Strokes, o diretor Klasfeld disse não lembrar de onde o conceito para o clipe surgiu, mas não esconde que era exatamente essa sua intenção:

Eu fui buscar referências em todos esses vídeos que estavam rolando na época e escolhi alguns elementos para satirizar as coisas que as bandas faziam.

O vocalista e guitarrista também afirma que não existia nenhum tipo de rivalidade entre as bandas e que a zoeira saudável foi consentida. Tanto o Sum 41 quanto o The Strokes estavam participando do mesmo ciclo de entrevistas com a imprensa na época, e uma noite tanto Whibley quanto o vocalista do Strokes, Julian Casablancas ficaram acordados a noite inteira em uma festa em um hotel na Inglaterra. Whibley aproveitou para checar se Casablancas estaria de acordo com o conceito do clipe:

Todo mundo tinha desaparecido já, e eram tipo umas 9 da manhã, era um daqueles tipos de festa. Julian e eu estávamos no lobby bebendo e eu falei pra ele ‘A gente está com essa ideia para o clipe. O que você acha? Nós temos a sua bênção ou você odeia?’ E ele morreu de rir. Ele disse ‘Por favor, façam isso! Vocês têm que fazer isso.’ Então a gente falou, legal, ok, nós temos a bênção dele.

A forma com que nós olhamos para isso era sobre a velocidade com a qual gêneros podem ir e vir, e você pode ser A banda de tal estilo, e do nada, um ano depois, vem uma coisa totalmente nova. É por isso que aquela cena na introdução era tão importante para nós, porque mostrou que nós na verdade estávamos zoando a nós mesmos. Nós somos irrelevantes agora por causa de todas essas bandas novas que estão fazendo esse som legal novo.

O disco Does This Look Infected? foi o segundo LP lançado pelo Sum 41 e vendeu 860.000 cópias ao redor do mundo, não atingindo o mesmo sucesso comercial que o seu predecessor All Killer No Filler, comprovando a teoria da banda. Apesar disso, o disco conseguiu emplacar dois singles com êxito nas paradas de rock da época com as músicas “The Hell Song” e a própria “Still Waiting”.

   
 
Compartilhar