Chino Moreno e Deftones no Riot Fest 2016
 

Ao final dos anos 90 e início dos anos 2000 o mundo foi tomado de assalto por uma onda chamada nu metal, que tinha entre os seus principais nomes bandas como KoRn e Limp Bizkit.

Outro grupo que foi associado ao movimento mas rapidamente fez questão de não ficar preso a ele foi o Deftones, que caminhava por um caminho bastante diferente das bandas citadas acima, mas era “enquadrado” dessa forma por parte de público e crítica.

Em uma nova entrevista para a revista Metal Hammer, o guitarrista Stephen Carpenter e o vocalista Chino Moreno falaram a respeito dos 20 anos do segundo disco da banda, Around the Fur, lançado em 1997, e Stephen comentou:

Nós não prestamos muita atenção nisso. Eu me lembro de quando esses subgêneros não existiam. Era apenas metal. Então eu não acho que a gente tenha tomado uma decisão de se afastar disso – nós nunca prestamos atenção no que os outros estavam fazendo. A gente só fazia o que achava certo e tentava lançar álbuns matadores.

Já Chino foi mais pontual sobre o nu metal, e citou KoRn e Limp Bizkit:

A gente tomou uma decisão bastante clara sobre as bandas com quem iríamos tocar. Era difícil ser uma banda nova e ter que rejeitar turnês. Eu não consigo nem contar quantas vezes eu tive que dizer não para o KoRn! E eles ficaram putos com a gente. Jonathan [Davis, vocalista do KoRn] dizia ‘Por que você nos odeia?’ e eu não sabia o que dizer.

Eu falava, ‘Cara, eu não te odeio. Eu amo vocês, vocês são meus amigos. Mas eu não quero excursionar com vocês. Eu não quero estar na turnê Family Values com vocês e o Limp Bizkit.’ O nome do gênero era nu metal, então tudo que é ‘novo’ um dia será velho. E eu não queria me tornar velho com isso.

Querendo ou não, KoRn e Limp Bizkit ficaram fortemente associados ao gênero, e enquanto o primeiro levou anos até conseguir encontrar sua sonoridade novamente com o ótimo disco The Serenity Of Suffering, de 2016, o segundo até hoje não lançou nada de realmente interessante desde que seus hits explodiram há mais de 15 anos.

Enquanto isso a cada álbum que lança, o Deftones é elogiado pelo seu trabalho, sendo o mais recente deles Gore, também de 2016.

LEIA TAMBÉM: Chino Moreno quebra o pé em show e continua apresentação

     
 
Compartilhar