A lendária banda paulistana Dance of Days anunciou através de sua página oficial no Facebook que irá entrar em hiato.

Você pode ler a mensagem completa logo abaixo:

O Dance of Days começou em meio a uma tempestade, lá no meio dos anos 90 e desde sempre atravessou mares difíceis, mas sempre gritou mais alto que o barulho das ondas ou dos trovões.
Não é segredo que muita coisa aconteceu nos últimos anos, desde 2012. Muita coisa mudou, mas a banda sempre lutou, sempre tentou fazer o seu melhor, dentro das possibilidades que se apresentavam.
O Dance of Days nunca parou de lutar, pois hoje vive nas vidas de todas as pessoas a quem atingiu com sua arte, de todas as pessoas que transformaram suas músicas em melhores amigas, onde encontraram conforto, afago, palavras que lhes davam chão.
Já dizia o velho ditado, “um mar calmo não faz bom marinheiro”, e essa é a mais pura verdade. Mas chegou o momento em que a tempestade bagunçou muito nosso navio e os marinheiros da dança dos dias precisam parar para retomar as forças e decidir seus próximos rumos.
Estamos seguindo nossa Stella Maris e aportando o navio em uma ilha segura. Não sabemos por quanto tempo, não sabemos se a tripulação mudará, mas ficaremos ancorados até que possamos novamente erguer nossas bandeiras e encarar o mar.
O Dance of Days para, entra em hiato, mas a história continua a não ter fim, independente que sob o mesmo nome ou gerando diversas outras embarcações.
Aproveitem os shows que estão na agenda, pois serão os últimos por tempo indeterminado. E fiquem atentos às estrelas, sempre.
Toda criança sensível saberá o que estamos dizendo.
DANCE OF DAYS
JUNHO DE 2015

Além disso, em outro post na página, Fausto Oi, baixista da banda, disse que está deixando o grupo e que mesmo se o Dance of Days um dia voltar à ativa, ele não estará lá.

Boa noite pessoal. Fausto Oi aqui.
Mesmo sabendo que muitas pessoas, e claro, inclusive eu, estamos muito tristes com o hiato do Dance of Days, preciso fazer esse comunicado.
Eu não faço mais parte da banda. Ou seja, se após esse período de parada a banda voltar a tocar, eu não estarei lá.
É uma decisão muito difícil, são 12 anos seguidos tocando no Dance of Days, viajando, compondo, participando e me doando o máximo que pude.
Gostaria de agradecer a cada pessoa que compareceu aos shows, que veio trocar ideia seja na Loja 255, na banquinha de merch, na rua, ou em outros shows de hardcore, pessoas que sempre me apoiaram e me deram força. Às pessoas que se influenciaram com meu modo de vida, que disseram que começaram a tocar baixo por minha causa, que se tornaram vegetarianas e vegans porque souberam que é o meu estilo de vida, que de alguma forma deixaram que eu influenciasse as vidas delas. Eu também me influenciei muito com cada viagem feita por quase todo esse país, com as amizades, do nordeste ao sul. Não tenho palavras para demonstrar tanta gratidão!
Muito obrigado mesmo aos meus agora ex companheiros de banda, Marcelo Verardi, Nenê Altro, Guilherme Amato, Fernando Martins. Aos meus companheiros mais antigos, Samuel Rato, Tyello, Júlio Santos. Aos baixistas que compartilharam o posto comigo: Júnior, Mi Vieira e Fábio Contraponto.
Obrigado a cada membro da equipe que trabalhou com o Dance of Days nesses anos todos e sempre deram uma baita ajuda, e que são meus amigos até hoje.
Obrigado ao pessoal que sempre apoiou o Dance of Days nesses anos todos, nos patrocinando. Empresas e pessoas que fiquei bem próximo e se tornaram verdadeiros amigos.
Obrigado a minha família, minha esposa Marisa, Ailton Lucena e todos da Loja 255 e todas as minhas bandas.
Novamente, obrigado a cada pessoa que compareceu e comparece nos shows. Ou que nunca conseguiu ir em show (por distância, trabalho, obrigações da vida), mas mandou email e nos incentivou, me incentivou.
Muito respeito a vocês!
Meu ciclo na banda se encerra, mas desejo que a banda volte a tocar, a compor, viajar e incendiar as metrópoles.
Hoje tenho 35 anos. Mas desejo sempre manter esse espírito jovem. Nunca achando que estou velho para shows ou que é uma fase que vai passar.
A música, a contracultura, o faça você mesmo, o hardcore/punk sempre me ensinou muito e sempre vou carregar isso comigo.
Apesar de ser muito saudosista, sempre quero acreditar que podemos fazer do dia de hoje o melhor.
Obrigado por tudo pessoal!
Ps: Farei os últimos shows marcados do Dance of Days. A quem interessar:
14/06 em Osasco, Pedro Bortolosso. Entrada 1 kg de alimento.
27/06 na Destroyer Music Store (em breve infos sobre esse show pois os ingressos serão limitados)
28/06 no Oxigênio Fest, Carioca Club.
04/07 na Livraria Cultura do Market Place, de graça e acústico. Não precisa pegar ingresso, vai ser na escadaria.
19/07, em Porto Alegre. Rever meus amigos do Rio Grande do Sul. Esse é o último.

A banda deixou bem claro que os shows anunciados em sua página, em Osasco, São Paulo e Porto Alegre são os últimos, então os fãs devem ficar atentos à questão de ingressos de cada praça.

Os últimos lançamentos do Dance of Days foram uma série de EPs chamada Na Estrada.

     
 
Compartilhar