Quarteto de alta qualidade, stoner rock de primeira, energia impressionante e de bônus a oportunidade de ser a primeira banda brasileira convidada para gravar um disco no mítico estúdio Rancho de La Luna. Este é o Hellbenders, banda goiana que figurou como um dos destaques nacionais do ano de 2014. Rodrigo Andrade, baterista da bandam conversou com o TMDQA! e contou algumas novidades sobre o novo disco, destaques da carreira, novos projetos, discos, bandas e amigos. Confira:

TMDQA: Vocês já devem estar cansados de responder essa pergunta, mas como foi a experiência de gravar no Rancho? Vocês tiveram alguma dificuldade durante a produção do disco?

Hellbenders: A experiência de gravar no Rancho foi uma das mais incríveis que a banda poderia ter. Poder gravar com os caras que são acima de tudo nossas influências musicais, foi bastante gratificante. Aquele lugar é mágico, de lá já saíram muitas músicas e bandas que são inspiração pro nosso som. Fomos muito bem recepcionados no deserto à base de cachorro quente americano, cerveja e muito Rock. Não tivemos dificuldades durante a produção do disco justamente por termos feito uma boa pré produção do disco aqui em Goiânia no nosso estúdio. Um dos desafios foi compor uma música novinha do zero no Rancho de La Luna, algo muito legal de enfrentar, pois compor essa musica lá foi absorver a vibe do lugar e soltar o som.

TMDQA: E o que podemos esperar de diferente neste álbum? Qual a previsão de lançamento?

Hellbenders: Esse novo disco tem varias novidades, é um mix de musicas rápidas e loucas, com músicas apertadas consistentes e até viagens psicodélicas. Novidades estão por vir… A previsão de lançamento do disco é para o segundo semestre de 2015!

TMDQA: Quem vai cuidar da identidade visual desse disco novo? O Bicicleta Sem Freio novamente ou vai ter alguma arte diferente por ai?

Hellbenders: A identidade visual deste disco vai ficar por conta dos nossos parceiros do Bicicleta Sem Freio mesmo, parceiros de longa data. Inclusive, eles participaram de alguns dias do nosso processo de gravação no Rancho, sentindo um pouco do espírito do lugar e das músicas. Eles estão com bastante inspiração dessa experiência para fazer a capa. Só esperamos o melhor deles com certeza.

TMDQA: Teve algum momento em especial neste ano que surpreendeu vocês?

Hellbenders: Um momento que marcou bastante a banda esse ano com certeza foi a ajuda que tivemos dos fãs e amigos para o nosso crowdfunding. Conseguimos ultrapassar o limite estabelecido. Isso com certeza nos surpreendeu, ver que tantas pessoas estavam acreditando no nosso trabalho daquela maneira.

TMDQA: Como é a experiência de tocar em vários estados (e até países) diferentes?

Hellbenders: Sair da sua cidade ou país para tocar com a banda é o combustível que a banda tem. Expandir seu trabalho e sua musica para fora é muito gratificante. Você atinge um público bem amplo que não necessariamente curte só rock, acaba abrindo a cabeça das pessoas.
Além da experiência de estrada que as bandas devem ter, saber se portar nas cidades, saber se comunicar, saber atingir seu público…

hellbenders

TMDQA: O que vocês destacam da carreira de vocês até agora?

Hellbenders: Podemos dizer que ainda estamos no começo de nossa carreira, são 9 anos de banda, mas faz pouco tempo que as coisas estão caminhando como devem ser. Estamos cada vez mais amadurecendo musicalmente e também como pessoas. Estamos bastante felizes com nossos resultados alcançados, mas queremos muito mais!

TMDQA: A que vocês acham que se deve a grande produção e divulgação de música independente nos últimos tempos? 

Hellbenders: A música independente vem caminhando cada vez mais forte. Exemplos disso são os festivais e a internet que cada vez mais estão nos dando mais espaço. Acreditamos que 2015 vai ser um ótimo ano para a música no geral.

TMDQA: Ainda nem saiu o novo disco, mas vocês já tem ideia de novos projetos por ai?

Hellbenders: Estamos com projetos de novos clipes, novas músicas, novos shows… O Hellbenders pretende seguir com força total em 2015 fazendo tours para divulgar nosso novo trabalho.

TMDQA: O que vocês andam ouvindo por agora? Têm sugestões de bandas nacionais ou internacionais para prestarmos mais atenção?

Hellbenders: Estamos ouvindo bastante coisa de vários segmentos… Os destaques goianos seriam nomes como DRY, Black Drawing Chalks, Boogarins, Carne Doce, Dogman, Caffeine Lullabies, Cherry Devil, Overfuzz, Meio Termo, Aurora Rules, Wollonggabbas, Calango Nego, Faroeste, Industria Orgânica, Johnny Suxxx, MQN.

Outras bandas que tocam bastante em nossos players são Mastodon, Deftones, Sleep, Far From Alaska, Black Mountain, Rinoceronte, High On Fire, Battles, Brant Bjork, Mars Volta, Crobot, Alice in Chains, Mac DeMarco, Lost Society, Violator, Faith no More.

TMDQA: Vocês tem mais discos ou mais amigos?

Hellbenders: Temos muitos amigos e muitos discos. Acho que a melhor coisa que tem é ganhar um disco de um amigo (risos).