biohazard

Texto: Fernanda Meireles

Fotos: Gustavo Xavier e Flávio Monteiro

Em sua edição comemorativa de 20 anos de existência, o Festival Goiania Noise cumpriu exemplarmente a árdua tarefa de reunir representantes das mais diversas fases do festival e, como é de costume, apresentar as novidades da cena alternativa nacional.

Além dos shows, esta edição do festival também contou com uma mostra de filmes, o Cine Esquema Noise,  que apresentou mais de 20 filmes sobre música em diversos gêneros e formatos. Teve exibição em VHS de “Hated: G.G. Allin and the Murder Junkies“, “Ratos de Porão: 30 Anos Crucificados Pelo Sistema” e lançamento do filme “Nas Paredes das Pedras Encantadas“, o primeiro lançado pela Monstro Filmes e muitas outras produções nacionais.

Os produtores do evento selecionaram artistas que marcaram a história do festival (Matanza, Cachorro Grande, Relespública, Mundo Livre, Korzus, Mechanics), muita gente “nova” ( Tonto, Carne Doce, OverfuzzDogman, Almost Down) e alguns gringos (Biohazard, Radio Moscow). Algumas apresentações divulgadas inicialmente, como a vinda das bandas The Murder Junkies e Incantation acabaram não rolando (e foram anunciadas com antecedência), mas o line up foi marcado pela mistura de gêneros com bandas de alta qualidade, atraindo um público interessante e mantendo a identidade do festival sem se deixar levar pelo mainstream. 

Apesar da chuva frequente no fim de semana e alguns imprevistos na organização dos shows, o público compareceu em peso e conseguiu aproveitar a maioria das apresentações.

Confira nas próximas páginas o que rolou em cada dia do evento!

Clique nos botões “Anterior” e “Próximo” ou navegue com as setas do teclado.