Lollapalooza Brasil revela datas de sua aguardada edição 2024; veja

A organização do Lollapalooza Brasil anunciou nas redes nesta quinta-feira (29) as datas em que será realizada a edição 2024 do festival.

Lollapalooza Brasil
Divulgação

A organização do Lollapalooza Brasil anunciou através de suas redes sociais nesta quinta-feira (29) que a edição 2024 do evento será realizada nos dias 22, 23 e 24 de Março.

Por enquanto, o festival, que acontecerá mais uma vez no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, não tem nenhum nome escalado. A única grande especulação entre suas atrações principais é o blink-182, que precisou cancelar sua participação neste ano e prometeu voltar no ano que vem.

A desistência do trio californiano se deu por conta do dedo fraturado do baterista Travis Barker semanas antes da aguardada primeira apresentação da banda no país. Completam a formação atual do grupo o baixista Mark Hoppus e o guitarrista Tom DeLonge, de volta à banda depois de um período afastado.

A gente aguarda novidades no line-up para breve!

Lollapalooza Brasil trocou de produtora

Como a gente te contou aqui no final de Março, chegou ao fim a parceria de dez anos da Time For Fun com o Lollapalooza Brasil. A notícia foi divulgada pela própria produtora, que explicou em comunicado à imprensa o motivo do evento passar a ser comandado pela Live Nation.

Desde 2014, a T4F realizou oito edições do famoso festival e foi a responsável por levar o LollaBR para o Autódromo de Interlagos, consolidando o formato do evento e colocando o local na rota de grandes shows e ações de entretenimento. Porém, o contrato da empresa com o festival criado por Perry Farrell, vocalista da banda Jane’s Addiction, foi encerrado.

De acordo com a produtora, após uma decisão de estratégia de negócios global, a Live Nation, acionista controladora da Rock World (empresa organizadora do Rock in Rio) e da C3 Presents, optou por centralizar a operação de todos os seus festivais no Brasil com a Rock World.

LEIA TAMBÉM: Guns N’ Roses culpa emissora e critica “ódio” da imprensa após performance ruim em festival