Caetano Veloso, Andreas Kisser e Emicida pedem justiça para Bruno Pereira e Dom Phillips
Reprodução / Instagram

Artistas brasileiros se manifestaram durante seus shows neste final de semana sobre a morte do indigenista pernambucano Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips.

A dupla, que estava desaparecida desde o último dia 5 de Junho no Vale do Javari, no estado do Amazonas, foi encontrada sem vida na última quarta-feira (15) e seus restos mortais foram levados para o Instituto Nacional de Criminalística, em Brasília, onde foi confirmada a identificação dos corpos.

O caso tem provocado manifestações ao redor no mundo e alguns artistas como Caetano Veloso, Emicida e Andreas Kisser mostraram sua indignação contra os assassinatos durante seus shows mais recentes.

Artistas pedem justiça para Bruno Pereira e Dom Phillips

Caetano Veloso, por exemplo, se apresentou para quatro mil pessoas em Brasília no último sábado (18) e segurou uma bandeira com os rostos de Bruno e Dom depois de cantar “Não Vou Deixar”.

O público reagiu com fortes aplausos e gritos de “Fora Bolsonaro” e, em seguida, Caetano questionou:

Por que pararam as investigações?

Mostrando o alcance internacional das manifestações, o Sepultura também falou sobre o tema quando tocou no último sábado como uma das atrações do festival Hellfest, que está sendo realizado em Clisson, na França.

Durante sua apresentação, o guitarrista Andreas Kisser fez um discurso mencionando as mortes do indigenista e do jornalista antes de tocar “Guardians of Earth”, faixa que reflete sobre a conscientização ambiental. O músico disse:

Quero dedicar a próxima canção do Sepultura a dois caras que estavam desaparecidos na Floresta Amazônica e infelizmente foram mortos na Floresta Amazônica: o indigenista brasileiro Bruno Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips. Justiça para eles, é tudo o que pedimos: justiça. Essa música é para eles.

Emicida se pronuncia sobre Bruno Pereira e Dom Phillips

Quem também se manifestou sobre os assassinatos foi Emicida. O rapper, que lotou a Concha Acústica de Salvador no último domingo (19), pediu justiça por Pereira e Phillips e ainda falou sobre as eleições de Outubro.

Durante a performance de sua poderosa música “Paisagem”, ele declarou:

Justiça para Bruno Pereira e Dom Phillips. Isso não pode ser normal, nem fodendo. Esse lugar precisa se transformar num país urgentemente, mano. Urgentemente. Eu conto com vocês em Outubro.

O show na capital baiana também presenciou um coro contra o presidente Jair Bolsonaro e gritos em apoio ao ex-presidente e atual candidato Luiz Inácio Lula da Silva.

Confira as manifestações de Caetano Veloso e Emicida nos vídeos abaixo e a de Andreas Kisser a partir de 25 minutos e 25 segundos no player seguinte.

LEIA TAMBÉM: Há 3 meses, Dom Phillips criava playlist com John Lennon, Emicida, Luedji Luna e mais

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!