Facebook
Foto via Shutterstock
 

É comum o Facebook passar por mudanças de tempos em tempos, mas dessa vez a rede social de Mark Zuckerberg deve encarar uma transformação como nunca antes vista.

A companhia pode mudar de nome em breve e o anúncio, segundo especialistas, é capaz de ser feito na Connect, conferência anual do Facebook que será realizada no dia 28 de Outubro.

A ideia é tornar a empresa um “metaverso”, tecnologia que permite ao usuário entrar em um universo virtual mais amplo e conectado com todo tipo de ambiente digital. Sendo assim, o Facebook seria muito mais do que uma rede social e funcionaria como um conglomerado de mídia social.

Conforme informou o The Verge (via NME), a reformulação da marca pode ser encarada como uma tentativa de afastar seu nome das controvérsias que o Facebook enfrentou nos últimos anos, como o recente depoimento de uma fonte anônima no congresso americano afirmando que a rede social estaria amplificando conteúdos prejudiciais para seus usuários.

A publicação ainda destaca que este processo faz sentido, já que o Facebook está se expandindo para outras plataformas como o WhatsApp e Instagram, além de investir em tecnologias ligadas a realidade virtual.

Facebook e o metaverso de Mark Zuckerberg

Em recente entrevista ao The Verge, Zuckerberg falou um pouco sobre o assunto:

Eu acho que nós vamos efetivamente modificar a visão das pessoas, que deixaram de nos ver como uma simples rede social para nos enxergar como uma companhia metaverso.

O Facebook estima a contratação de 10 mil pessoas para ajudar a construir o metaverso de Mark Zuckerberg e, se confirmada a alteração, a empresa tomará o mesmo caminho do Google.

Em 2015, a gigante fundada por Larry Page se reestruturou em uma holding, a Alphabet, para deixar claro que não era somente um site de buscas. Apesar das possíveis mudanças, o site e aplicativo do Facebook devem continuar com o mesmo nome.

LEIA TAMBÉM: Facebook anuncia Programa de Apoio aos Artistas Independentes; saiba mais

 
Compartilhar