Parada do Orgulho LGBTI Rio celebra os 50 anos da Revolta de Stonewall
Foto: Reprodução / Facebook
 

De acordo com informações do Kyiv Post (via Mixmag), ativistas pelos direitos de pessoas LGBTQIA+ estão organizando uma rave em frente ao escritório do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, em Kiev, como forma de protestar contra as ações do governo.

A manifestação será realizada no dia 30 de Julho e contará com sistema de som, DJs e um palco em apoio pela comunidade queer que reside no país.

Sofila Lapina, uma das cofundadoras da UkrainePride, conversou com o Kyiv Post:

A Rave do Orgulho é a face real da comunidade queer e da juventude da Ucrânia hoje em dia.

Marchas pelo Orgulho LGBTQIA+ têm sido constantemente atacadas no país europeu por movimentos de frente conservadora. Por isso, ativistas buscam alternativas para driblar os ataques e lutar pelos direitos de quem é queer, como explica Lapina:

A militância é qualquer ato que jogue luz em cima das violações dos direitos das pessoas, e a UkrainePride está em busca das mais diversas e criativas formas de fazer isso.

A palavra ‘rave’ vem da palavra ‘barulho’ e eu acredito que o protesto precisa ser barulhento para que as pessoas prestem atenção.

Justo, hein?

Violência contra LGBTQIA+ na Ucrânia

Sob a lei ucraniana, ataques contra pessoas LGBTQIA+ não são considerados crimes de ódio — o que significa que qualquer um que cometa violência contra a comunidade queer irá enfrentar consequências mínimas.

Entre os DJ’s listados para se apresentar na manifestação em Kiev estão Nastia, Katro Zauber, Gael Abakarova e muitos outros. Nas redes sociais, Lapina finaliza:

Na Rave do Orgulho, nós vamos tocar música alta no meio de um dia de trabalho no escritório do Presidente para que as autoridades possam finalmente nos ouvir, as mesmas autoridades que fingem que nada acontece e que não existem crimes de ódio.

Torcemos para que dê tudo certo!

LEIA TAMBÉM: Madonna arrecada R$ 500 mil para causas LGBTQ+ com show surpresa