Tom Morello compartilha foto antiga do RATM
Reprodução/Twitter
 

Em 2000, após três explosivos discos de músicas autorais e um álbum de covers, a banda californiana Rage Against The Machine chegou ao fim.

Boa parte da decisão de encerrar as atividades se deu porque o vocalista Zack De La Rocha já não queria mais estar no grupo, e pelo menos até onde conta a história oficial, o quarteto se despediu e nem pensou em alternativas para seguir em frente.

Acontece que o rapper Yasiin Bey, conhecido anteriormente como Mos Def, esteve no podcast do MC Talib Kweli e, segundo o site Alternative Nation, disse que foi convidado para substituir o músico na banda.

Apesar da oportunidade, ele teria recusado o convite por ser amigo de Zack, e aparentemente não houve outros planos por parte de Tom Morello e companhia.

Continua após o vídeo

Rage Against The Machine, Chris Cornell, Audioslave…

A informação faz todo sentido já que após o fim do RATM os três instrumentistas da banda se uniram a Chris Cornell, saudoso vocalista do Soundgarden.

Juntos, o guitarrista Tom Morello, o baixista Tim Commerford e o baterista Brad Wilk formaram a banda Audioslave, que lançou três álbuns entre 2001 e 2007 e emplacou mega hits como “Like A Stone”, “Show Me How To Live”, “Be Yourself”, “Cochise” e mais.

Reunião

Entre 2007 e 2011 o Rage Against The Machine fez diversos shows de reunião pelo mundo, passando inclusive pelo Brasil no festival SWU, em Itu, no ano de 2010.

Após mais um hiato, em 2019 a banda anunciou que voltaria aos palcos em 2020 para shows que rodariam o globo, mas todos sabemos que um certo Coronavírus mudou os planos do planeta.

Os shows foram remarcados e devem acontecer a partir de Março de 2022.

 
Compartilhar