Donald Trump em 2016
Foto de Donald Trump via Shutterstock
 

Apesar de lá, como cá, dizer que seus oponentes faziam muito “mimimi”, Donald Trump ficou bem infeliz com as piadas feitas a seu respeito em programas de televisão como como Saturday Night Live — e chegou a tentar impedi-las.

De acordo com o The Daily Beast (via CoS), o ex-presidente pediu ao Departamento de Justiça e à Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos para que proibissem o programa de “provocá-lo”.

Em 2019, Trump já havia usado o Twitter (de onde foi banido) para reclamar:

É realmente incrível que programas como o Saturday Night Live, sem graça/sem talento, possam passar tanto tempo provocando a mesma pessoa (eu), repetidamente, sem ouvir o ‘outro lado’. Como uma propaganda sem consequências. Digo o mesmo para outros programas. A Comissão Eleitoral Federal e/ou o FCC deveriam investigar isso?

Ainda de acordo com o portal, o político ainda citou o nome de Jimmy Kimmel e outros comediantes em sua denúncia.

Resposta

A fonte do jornal afirma, porém, que o aviso não deu muito certo:

Foi mais irritante do que alarmante, para ser honesto.

Complicado, né? Vale lembrar que além de tentar interferir nessa questão, Trump ainda fez de tudo para tentar interferir no resultado das eleições dos EUA que colocaram seu adversário Joe Biden no poder.

LEIA TAMBÉM: “Otimismo”: Foo Fighters fala o sobre futuro dos EUA com Joe Biden