David Gilmour e Roger Waters
Fotos via Wikimedia Commons
 

A relação de Roger Waters David Gilmour não é das melhores, e as lendas do Pink Floyd tiveram muita dificuldade em trabalhar juntos quando ainda faziam parte da mesma banda.

Isso ficou bem claro durante a gravação de The Wall, onde mesmo com ambos dispostos a fazer tudo acontecer surgiram discordâncias que levavam a grandes discussões. Em 2011, Roger falou sobre isso e sobre a situação específica que envolveu o hit “Comfortably Numb” em uma entrevista à Absolute Radio:

Bom, sabe, Dave e eu… quando estávamos no sul da França, onde fizemos a maior parte das gravações de ‘The Wall’, a gente teve uma discordância bem séria sobre a gravação de ‘Comfortably Numb’. O que foi bem um esforço em equipe porque, não esqueçamos, estávamos trabalhando também com o Bob Ezrin, que estava co-produzindo comigo e com o Dave.

[…]

Foi [uma discordância] simples. É provavelmente uma história em que a memória dele e a minha memória provavelmente devem ser quase exatamente as mesmas. Era que nós tínhamos criado uma faixa de ritmo — que seria, tipo, bateria, baixo, guitarra, qualquer coisa — e eu a amei. E ele achou que não era precisa o suficiente, ritmicamente falando, e recortou a faixa de bateria [a transformando] em outra coisa e falou ‘Ah, assim está melhor’. E eu ouvi e pensei, ‘Não, não está. Odiei isso’. [risos]

Então, foi só essa a discordância. E no fim, a faixa que está no disco é o primeiro verso da versão que eu gosto e o segundo verso da versão que ele gosta, e aí tem um pouco do refrão da minha e um pouco da dele. Foi uma negociação.

Quando o entrevistador questiona se isso era uma busca pela “perfeição” nos mínimos detalhes, Roger complementa:

Nem eu nem ele íamos aceitar [algo diferente]. É uma coisa muito estranha quando você é um músico e está trabalhando nessas coisas, porque há coisas que para um leigo não parecem nada mas para nós incomoda demais.

Mas eu li que o David disse em algum lugar, sobre isso, dizendo isso, e ele tinha a mesma história que eu porque eu li em algum lugar, e ele disse, ‘Provavelmente se ouvíssemos hoje não saberíamos dizer a diferença’.

Bom, de fato, não dá para discutir com o resultado, né? Você pode conferir essa fala de Roger na íntegra pelo vídeo abaixo, em inglês.

Roger Waters explica discussão com David Gilmour