Jana Linhares
Crédito: Julia Assis
   

A cantora e compositora carioca Jana Linhares lançou nas plataformas de streaming a canção “Delicadeza Perdida no Tempo”.

A música tem a participação da historiadora e poetisa originária do povo Puri da Mantiqueira Aline Rochedo Pachamama e foi composta por Jana em parceria com o pernambucano Jam da Silva.

Divulgado através do selo bendita música, este é o quinto lançamento de uma série de singles mensais programados pela artista em 2020.

Desde o início da pandemia da Covid-19, ela começou a conduzir um grupo de mulheres no despertar do sagrado feminino.

“Nesse processo de resgate da Deusa e da energia feminina, me dei conta que nossas referências são europeias e que pouco sabemos sobre os nossos povos originários, que em sua essência também cultuam a Grande Mãe, sob o nome de Pachamama. A partir daí, minha pesquisa caminhou para dentro de nosso povo e das vozes femininas originárias,” explica Jana.

“Mergulhei em sua poesia buscando uma que coubesse no texto da música. Acabamos optando pelo trecho da poesia Pachamama,” completa Linhares, que anteriormente havia lançado as canções “Pra Chegar Aqui”, “Casa de Rainha”, “Oração à Lua” e “Le Chemin”.

Instituion

Institution
foto: divulgação

O grupo Institution divulgou o clipe da faixa “Frêmito”, que integra o álbum Ruptura do Visível, lançado no ano passado pela Hearts Bleed Blue (HBB) em CD e LP colorido.

O vídeo, editado pelo guitarrista Fernando de Moraes, contou com a participação de fãs e amigos da banda, que registraram momentos caseiros diante da pandemia.

Rodrigo Lima (Dead Fish), Milton Aguiar (Bayside Kings) e Chita (Hellbenders) são alguns dos nomes famosos que aparecem nas imagens. Dois ex-guitarristas do Institution, Guilherme Xavier e Paulo Gervilha, também foram convidados pelos integrantes.

“Cada pessoa se gravou em casa, durante este período de quarentena, interpretando da sua forma a música. Gostamos do resultado, especialmente pela interação que com o público. Nós não aparecemos no clipe, do começo ao fim estão pessoas que vemos nos shows, que nos acompanham há tempos e que estão sempre nos apoiando. Então é legal ver esse espaço que é só deles,” comenta o vocalista Hélio Siqueira.

O novo single do grupo, que flerta com o metal, fala sobre as diferentes formas de opressão e a maneira como somos afetados por isso.

“É uma letra mais ampla comparada a outras da banda. A ideia dela era falar sobre algo recorrente sem ser muito pontual para que cada ouvinte pudesse se identificar com a sua própria história e vivência. No que diz respeito ao instrumental ela foi um grande experimento. Queríamos fugir um pouco dos tipos de riffs que costumávamos fazer e buscamos elementos e acordes mais dissonantes,” afirmam os membros.

The Gramophones

The Gramophones
foto: divulgação

O grupo paulista The Gramophones liberou nas plataformas digitais a música “Anna”, através da El Rocha Records.

Inspirada no início da década 1960, a la Beatles e Rolling Stones, a faixa gira em torno de todos os relacionamentos do vocalista da banda, Felipe Rangel.

“É uma história só, porém, cada passagem da letra se refere a um relacionamento diferente que o Rangel teve durante a vida. Qual nome dar para a música? Seria injustiça mencionar uma garota só, né, melhor inventar um nome legal e sonoro…e assim surgiu ‘Anna’,” revela o músico.

O single, lançado após um hiato de quatro anos do trio, traz a participação especial de Rafael Mimi (Trago/Nx Zero) no violão, e Débora Priolli, Cyz Mendes e Andressa Vanuci nos backing vocals.

Formado também pelo guitarrista e pianista Brunno Cunha, o grupo lançou seu álbum mais recente em 2014, No One Believes You When You Lie.

Claus e Vanessa

Claus e Vanessa
foto: Jean Pierre Kruze

O duo gaúcho Claus e Vanessa divulgou através da gravadora Audio Porto o single “Teu Cheiro”, que traz a participação especial do músico e compositor Lucas Ricco.

A novidade faz parte de uma série de lançamentos em formato acústico que a dupla realiza ao longo dos últimos meses e que posteriormente vai compor um novo EP.

Eles, que já acumulam mais de 20 anos de carreira, têm no currículo três álbuns e dois DVD’s, além de várias faixas de trabalho soltas.

VEDOVÍ

VEDOVÍ
foto: Carolinie Figueiredo

O rapper VEDOVÍ lançou nas plataformas de streaming seu EP homônimo. O compacto apresenta quatro faixas e inclui a recém-divulgada “Maiores Rivais”, que tem a participação da cantora Natália Esteves.

 

Outra canção presente no EP é “Dia de Dentista”, que conta com a participação de maug e também ganhou lyric video antes do lançamento do compacto.

Produzido durante isolamento social, todas as fases de execução do trabalho foram realizadas à distância, o que resultou em um grande desafio para o artista.

“A quarentena nos obrigou a realizar as etapas sem nos encontrarmos pessoalmente nenhuma vez. Como se não bastasse, tivemos a ideia de fazer uma participação especial em cada música como uma espécie de escárnio à pandemia. A ideia era vencer essa distância e criar novas alianças artísticas, apesar dos pesares,” conta VEDOVÍ, que já havia lançado dois álbuns sob o nome de Lucas Rangel, Penoso (2017) e Músicas Infantis Seríssimas (2018).