Cantora afirma ser filha ilegítima de Bruce Dickinson
Fotos: Reprodução / YouTube | Reprodução / Instagram
 

Uma mulher de 33 anos chamada Brittany Potts, cantora e que usa o nome artístico Nikki Dickinson, revelou ser filha ilegítima de Bruce Dickinson, lendário vocalista do Iron Maiden.

Ao jornal The Sun (via Whiplash), Brittany contou que nasceu após um envolvimento de duas semanas entre sua mãe, a americana Angela Potts, e Bruce em 1986. Na época, o cantor tinha 30 anos e Angela, 17.

Ele estava se separando de sua primeiro esposa, Jane Dickinson, mas ainda não tinha assumido um relacionamento com sua segunda companheira Paddy Bowden.

O encontro

Nikki explicou que somente em 2010, com 23 anos, ela entrou em contato com Dickinson. O primeiro encontro deles aconteceu nos bastidores de um show do Iron Maiden em San Bernardino, na Califórnia, onde ela acabou conhecendo Paddy.

Os olhos de Bruce brilharam e a primeira coisa que ele disse foi: ‘você é tão linda’. Eu não sabia como reagir, então falei: ‘não, não sou, eu me pareço com você’. Ele me chamou para entrar, me deu um abraço, parecia que eu estava abraçando uma versão masculina de mim.

No dia seguinte, a cantora encontrou o pai novamente e aproveitou para apresentar seus dois filhos ao então avô. Ela disse que Bruce parecia feliz, eles chegaram a tirar uma foto juntos e ele se despediu afirmando que iria manter contato, porém, não foi isso que aconteceu.

Bruce Dickinson e sua filha

Após esse primeiro encontro, Brittany conversou mais algumas vezes por e-mail com Bruce e, inclusive, enviou gravações musicais que ele teria elogiado.

Já em 2012, depois de ver novamente o artista, que estava acompanhado por seu filho com Paddy, Austin, as coisas mudaram. Potts explica que após esse último encontro, tanto Austin quanto o líder do Iron Maiden pararam de responder seus e-mails. Sobre isso, ela declarou:

Enviei muitos e-mails para Bruce, mas ele não respondia. Comecei a ficar com muita raiva e ligava, deixando mensagens. Só queria que ele falasse comigo e ele não falava.

Ele nunca me deu uma explicação do porquê. Senti vergonha, porque nasci de um caso. Ele me fez sentir que sou algo a esconder. Estou com raiva porque ainda tenho perguntas que ele nunca respondeu quando o conheci.

Nikki ainda comentou sobre a ausência do seu nome na autobiografia de Bruce Dickinson, lançada no Brasil com o título Para que serve esse botão?.

Soube do livro e eu nem sou mencionada. Eu não existo. Isso fez com que eu me sentisse muito indesejada. Depois que ele parou de me responder, parecia como se eu não fosse boa o bastante. Agora, ele tem uma chance – meio que a última.

Em sua conta do Instagram, Potts se apresenta como “cantora profissional há 10 anos”, “mãe de dois meninos” e “filha afastada de Bruce Dickinson”.

O vocalista ainda não se pronunciou sobre o caso e agora, Potts deu início a um processo legal em que busca trocar seu sobrenome para Dickinson.

Na matéria original do The Sun, é possível ver fotos dos dois juntos, bem como comprovantes de depósitos de pensão feitos pelo músico nos Anos 90 e e-mails trocados entre os dois.