M. Shadows, do Avenged Sevenfold
Foto de M. Shadows via Shutterstock
 

A pandemia do novo coronavírus está completando seu primeiro ano e, até então, turnês da forma que estamos acostumados não deverão retornar tão cedo. Por conta disso, artistas, bandas e gravadoras estão precisando se adaptar de formas inéditas e “improvisadas”.

Enquanto diversos nomes de peso lançaram discos excelentes em 2020, algumas bandas estão segurando novos lançamentos até a situação “se normalizar”. Aparentemente, uma dessas bandas é o Avenged Sevenfold.

Em entrevista para a Kerrang, o vocalista M. Shadows comentou sobre não querer lançar o sucessor de The Stage, de 2016, enquanto a banda não conseguir colocar o pé na estrada:

Ninguém quer lançar o disco se não pudermos entrar em turnê. A realidade é — e ninguém quer ouvir isso — que nos tempos em que vivemos, o Rock and Roll demora muito tempo para ser produzido: um disco demora três anos para ser feito. E se nós lançarmos um disco e aí precisarmos ficar trancados por mais um ano, por mais que as pessoas não acreditem nisso, ninguém vai dar a mínima para um disco lançado um ano antes de quando você finalmente pode entrar em turnê.

Então se for demorar dois ou três anos para compor um disco, nós não vamos lançá-lo se não pudermos tocá-lo ao vivo. Nós sabemos que a animação não estará lá quando a turnê começar.

Avenged Sevenfold e o Coronavírus

Shadows também mencionou sobre como a atenção na era digital é muito “momentânea”, e que a banda precisa saber se adaptar para não acabar no esquecimento após outros gigantes do Metal lançarem seus novos discos:

Quando os novo discos do Gojira, do Metallica ou do Megadeth forem lançados, [os fãs] não vão ligar para o que foi lançado no ano anterior. O nosso ponto é: se nós vamos levar três anos para fazer um disco, nós vamos assegurar que podemos tocar ele ao vivo e que as pessoas estarão empolgadas para ouvi-lo.

E aí, concorda com a estratégia da banda? Você pode conferir a entrevista completa do músico clicando aqui.