Agnes Nunes
Foto: Divulgação
 

Completando a tracklist de seu EP Romaria, já disponível nas plataformas de streaming, a cantora Agnes Nunes disponibilizou a faixa “Hiroshima“.

A novidade se junta às já lançadas “Rio“, “São Paulo” e “Lisboa“, todas produzidas por Neo Beats, que falam sobre relacionamentos em tempos líquidos e desafiadores. O conceito de explorar cidades nos títulos parte da ideia de que lugares influenciam diretamente nossa cultura e nossos sentimentos. Mais distante das demais, tanto cultura quando geograficamente, “Hiroshima” foi a única canção composta durante o isolamento social, trazendo à toa toda a introspecção característica deste período.

Ao mesmo tempo, a faixa traz uma mensagem esperançosa. “Ainda não tive a oportunidade de conhecer o Japão, mas acho que o lugar se enquadra no momento que estamos vivendo. Precisamos nos ouvir mais, preservar a nossa essência e reinventar os nossos cacos, sem nos cortar com o que restou”, complementa a cantora.

 

Papatinho

Papatinho
Foto: Cadu Andrade

Transformando rap, trap e funk em algo fluido e único, Papatinho tem feito aos poucos seu nome entre beats envolventes e parcerias de sucesso. A tendência continua com “Lance Criminoso“, que conta com as participações de MC Cabelinho, Xamã e BK.

Valorizando o grave, característica de destaque de Papatinho, a canção une em um só trabalho nomes de fama ascendente na cena musical brasileira. Enquanto Cabelinho e BK lançaram discos elogiadíssimos pela crítica em 2020, Xamã é o rapper nacional mais escutado no Spotify. Muito peso envolvido!

O clipe que acompanha a canção tem roteiro de Rafael Carmo e mostra os artistas em celas de presídio enquanto versam sobre amor. “Lance Criminoso” estará presente no aguardado disco de estreia do produtor, intitulado Workaholic, que deve ser lançado dentro dos próximos meses.

 

Melvin & os Inoxidáveis

Melvin & os Inoxidáveis no clipe de "Remédios Falsos"
Foto: Reprodução / Youtube

Melvin Ribeiro é um dos músicos mais conhecidos da cena musical do underground carioca, tendo contribuído com várias bandas desde os anos 90 até hoje. Atualmente, seu principal projeto é a banda Melvin & os Inoxidáveis, que acabou de lançar duas novidades.

O quarteto, que também conta com gugabruno (guitarra), Marcelão de Sá (baixo) e Rodrigo Barba (bateria), disponibilizou as canções “Remédios Falsos” e “Eu Não Vou Mudar“, produzidas por Pedro Garcia. A primeira, um presente de Pinduca (Maskavo Roots), ganhou um clipe dirigido por Vini Cordeiro inspirado no vídeo de “Head On”, dos Pixies.

Já “Eu Não Vou Mudar” é uma música inédita de Kassin, resgatada da época em que Melvin e Barba integraram o grupo Acabou La Tequila. A nova versão, no entanto, assume uma roupagem mais dançante.

 

Matheus Who

Matheus Who
Foto: Divulgação

Festa” é o dançante e divertido novo single do cantor Matheus Who. Com uma letra que soa nostálgica, a canção revisita alguns momentos vividos pelo eu-lírico.

Trata-se de uma canção especial na carreira do jovem músico. “Festa” é sua primeira composição em português lançada. É resultado de um processo de aprendizagem e vivência musical, que mostra que Matheus agora se sente confortável para compartilhar experiências musicais através do diálogo direto proporcionado por sua língua nativa.

Mais cedo neste ano, ele lançou o EP Hello, I Love U, com seis faixas em inglês, sob um instrumental inspirado no bedroom pop. Agora, Matheus trilha o caminho para o lançamento de seu primeiro disco completo, esperado para 2021. Estamos atentos!

 

Rodrigo Fontoura

Rodrigo Fontoura
Foto: Divulgação

Contemplamos aqui músicas interessantíssimas que fazem uso dos mais diversos recursos, mas que tal encerrarmos com algo mais simples e leve?

O cantor e compositor gaúcho Rodrigo Fontoura trouxe quatro composições inéditas no seu novo EP As Canções do Meu Quintal. Todas as faixas foram compostas durante o isolamento social, justamente no quintal de sua casa, em Porto Alegre (RS). Sem o ambiente controlado dos estúdios, vemos aqui um som 100% orgânico, com a adição de sons do ambiente.

Com vasta experiência no mundo do samba, Rodrigo já trabalhou com compositores renomados como Izolino Nascimento. Além disso, seu currículo contempla participações em escolas de samba e livros sobre a prática do violão de 7 cordas.