Morte de George Floyd e Colin Kaepernick
Foto: Instagram @tommorello
 

A morte de mais um homem preto, George Floyd, causada por um policial branco está repercutindo no mundo todo e também sendo comentada por grandes nomes da mídia. O caso aconteceu na última segunda-feira, dia 25, nos Estados Unidos.

George ficou pelo menos dez minutos imobilizado no chão e com um policial ajoelhado sobre seu pescoço. Imagens gravadas por testemunhas comprovam que a vítima repetiu por diversas vezes que não conseguia respirar, estava com o nariz sangrando e tendo seu rosto pressionado no asfalto, e ainda que não resistiu aos comandos da polícia, como divulgou a corporação.

Vídeos de vigilância de lojas locais, inclusive, mostram que não houve resistência à prisão em nenhum momento.

A morte do americano de 40 anos foi confirmada logo depois de uma ambulância ser chamada e o levá-lo para uma unidade de saúde. Antes disso, ele já havia ficado inconsciente no chão e, mesmo assim, o policial que não teve seu nome divulgado, não interrompeu a imobilização.

Caso George Floyd

O caso de racismo está sendo comentado no mundo todo e alguns artistas usaram suas redes sociais para mostrar indignação quanto ao episódio.

O guitarrista Tom Morello compartilhou a triste imagem de George no chão sob o comando do policial, ao lado de uma foto do jogador Colin Kaepernick durante um protesto num jogo da NFL. “Este é o porquê”, aparece escrito na imagem, justificando o ato do atleta.

Na foto, a filha do lendário Chris Cornell, Toni Cornell, comentou dizendo que “policiais devem ser responsabilizados pelos seus atos e ponto final.”

Kaepernick foi dispensado da liga de futebol americana após se ajoelhar durante a execução do hino nacional do país. Ele protestava justamente contra a violência policial contra pessoas pretas.

A atriz Viola Davis também se manifestou e postou uma montagem com algumas falas de George em seus últimos momentos de vida. “Por favor, eu não consigo respirar. Minha barriga dói. Meu pescoço dói. Tudo dói. Eles estão me matando”, pode-se ler na imagem.

Outros nomes a postarem sobre o ocorrido foram os atores Michael B. Jordan e Jamie Foxx, a modelo Naomi Campbell, a cantora Ciara, a atriz Lupita Nyong’o e o atleta LeBron James.

Aqui no Brasil, o sempre incrível Chico César também se manifestou com a publicação abaixo no Instagram:

Algumas postagens relembram também o caso de outro homem preto morto pela polícia em 2014.

Eric Garner repetiu por onze vezes para o policial que o imobilizava que não conseguia respirar. O oficial não parou e o homem faleceu.

Desdobramentos

Sobre o caso desta semana, a polícia afirma que os policiais que atenderam a ocorrência já foram demitidos, porém, nada se falou ainda sobre as consequências criminais do ato que praticaram. Além disso, novas imagens de circuitos de segurança e de outras pessoas que presenciaram o assassinato de George Floyd estão sendo divulgadas.

Os vídeos vêm mostrando que, diferente da versão informada pela polícia, a vítima não resistiu fisicamente e, na verdade, cooperou e atendeu os pedidos dos policiais o tempo todo.

Por conta disso, vários protestos contra a política estão sendo realizados na cidade.

LEIA TAMBÉM: Flea, LeBron James e mais pedem justiça por jovem assassinado nos EUA

 
Compartilhar