Roger Waters cantando Victor Jara
Reprodução/Facebook
 

Roger Waters teve que adiar sua turnê “mais política” recentemente, mas não significa que ele vá ficar quieto.

Do seu estúdio caseiro, Roger fez uma versão da música “El Derecho de Vivir en Paz”, do chileno Victor Jara. Dedicando a cover às pessoas de Santiago, Quito, Jaffa, Rio de Janeiro, La Paz, Nova York, Bagdá, Budapeste e “todos os outros lugares em que o homem tenta nos machucar”, o ex-Pink Floyd adaptou a letra para os tempos atuais — inclusive citando o presidente brasileiro Jair Bolsonaro.

Em trechos da letra, Waters diz:

Da minha cela na cidade de Nova York / Eu posso ouvir os cacerolazos [panelaços] / Eu sinto o seu cheiro, Pinero [provavelmente em referência a Sebastián Piñera, presidente chileno] / Todos os ratos malditos têm o mesmo cheiro.

Então cuidado Bolsonaro, Guido [provavelmente em referência a Guido Fawkes, site da direita inglesa] e [Narendra] Moti e [Donald] Trump / O cacerolazo é mais alto que todas as suas armas / É o coração das pessoas batendo / E a mensagem está perfeitamente clara / Nossa mãe Terra simplesmente não está à venda.

Você pode ver a cover completa logo abaixo, via Facebook. O trecho sobre Bolsonaro aparece por volta da marca de 2:20.

Roger Waters e “El Derecho de Vivir en Paz”

A note from Roger and Victor Jara:This is for the people of Santiago and Quito and Jaffa and Rio and La Paz and New York and Baghdad and Budapest and everywhere else the man means us harm. Love R.Thanks to brother Dr. Pablo López in Chile for the video editing.El derecho de vivirPoeta Ho Chi MinhQue golpea de VietnamA toda la humanidadNingún cañón borraráEl surco de tu arrozalEl derecho de vivir en pazFrom my cell in New York CityI can hear the casarolazosI can smell you PineroAll fucking rats smell the sameYou can shoot out the eyes of the childrenYou were always that fucking insaneBut you’ll never snuff out the flame.And in Jaffa, and in QuitoIn Bagdad and Delhi and MaineIn Saskatchawan and in RioEnough with this living in chains.The river that runs through the streetsIs a river of brotherly loveAnd the eagle will be humbled by the dove.So beware Bolsonaro,Giuido and Modi and TrumpThe Cassarolazo is louder than all of yourguns It’s the beating heart.of the peopleAnd the message is perfectly plainOur mother earth is just not for sale.Tío Ho, nuestra canciónEs fuego de puro amorEs palomo palomarOlivo del olivarEs el canto universalCadena que hará triunfarEl derecho de vivir en pazEs el canto universalCadena que hará triunfarEl derecho de vivir en pazEl derecho de vivir en paz

Posted by Roger Waters on Tuesday, March 31, 2020

A canção original de Jara virou uma espécie de hino contra regimes ditatoriais no Chile. O autor da música de 1971 havia escrito em letra inicialmente em referência ao líder comunista vietnamita Ho Chi Minh, enquanto os EUA estavam em guerra contra o país asiático.

Porém, quando alguns anos depois o regime ditatorial de Augusto Pinochet tomou conta do país sul-americano, Victor Jara foi perseguido, torturado e morto. Desde então, “El Derecho de Vivir en Paz” se tornou um hino de resistência do país e uma lembrança dos tempos sombrios da ditadura. Ela foi revivida com força durante os protestos locais de 2019 contra o presidente Sebastián Piñera.