Kurt Cobain e Perry Farrell
Fotos: Reprodução/YouTube | Wikimedia Commons
 

O sempre ótimo Perry Farrell relembrou Kurt Cobain e fez algumas declarações polêmicas sobre a morte do músico.

Em conversa com a revista Classic Rock (via Louder Sound), o vocalista do Jane’s Addiction afirmou que a indústria da música mudou após a repentina partida de Cobain, em 1994. O líder do Nirvana foi vítima de um suicídio.

Ao refletir sobre a cena musical dos anos 90, Farrell entrou no assunto:

Eu acho que a indústria da música mudou quando Kurt Cobain morreu. As gravadoras não aguentavam mais as ‘travessuras’ de um músico junkie se acabando em algum lugar.

Havia muitas outras pessoas que talvez não fossem tão talentosas, mas elas faziam dinheiro para você. Já se foram os dias do Johnny Thunders dormindo com a cabeça no microfone. Quando Kurt morreu, eles se cansaram disso.

Perry Farrell

O artista ainda deu sua opinião sobre o estado atual da indústria da música, se mostrando preocupado com as bandas e cantores de hoje em dia.

Eu vejo que a indústria da música está em apuros. Quando o Jane’s Addiction surgiu, não havia internet para ouvir música de graça, mas agora os artistas não recebem nada e estão passando por dificuldades.

As casas de show estão fechando e nós, músicos, precisamos de locais para tocar. Então, minha atitude é: vou construir uma ‘caravana’ e podemos dar a volta ao mundo nos apresentando para as pessoas — porque o mundo precisa de música.

Farrell está se referindo ao Kind Heaven, seu novo projeto que funcionará como uma espécie de festival itinerante com uma experiência imersiva.

 
 
Compartilhar