Jean-Claude Van Damme
Foto: Reprodução/YouTube

Em uma nova entrevista, o diretor do catastrófico Street Fighter – A Batalha Final (1994) abriu o jogo sobre o vício em cocaína de Jean-Claude Van Damme nos anos 90.

Steven de Souza contou ao The Guardian mais detalhes sobre as filmagens da adaptação do famoso vídeo game, que também conta com Raúl Juliá e Kylie Minogue no elenco. Além da desorganização da produção no geral, de Souza também compartilhou suas dificuldades com o protagonista.

Eu não podia falar disso na época, mas agora posso: Jean-Claude estava cheirado pra c*ralho. O estúdio contratou um cuidador para ficar de olho nele, mas infelizmente este cuidador era uma má influência. Jean-Claude ligava dizendo que estava doente tantas vezes que eu tinha que ficar olhando o roteiro toda hora para achar outra coisa para filmar; não dava para ficar sentado horas esperando por ele. Em duas ocasiões, os produtores permitiram que ele fosse a Hong Kong, e nas duas vezes ele voltou atrasado — às segundas-feiras ele nem aparecia.

Em 2012, Jean-Claude Van Damme admitiu seu vício e ainda revelou que usava em torno de 10 mil dólares de cocaína por semana.

Apesar das gravações turbulentas, o diretor de Street Fighter garante que o filme foi um sucesso para o estúdio, já que custou 33 milhões de dólares e faturou mais de 100.

Mais recentemente, Van Damme se envolveu em uma polêmica por comentários considerados machistas e homofóbicos em um programa de TV.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!