Stevie Wonder dirigindo
 

O dia de 08 de Novembro de 2016 está sendo marcado como aquele das eleições mais sujas e de baixo nível da história não apenas dos Estados Unidos, como do mundo.

Se você acha que os debates aqui no Brasil são ruins, por lá não houve nenhum tipo de discussão de propostas e ideias e os longos meses de campanha se resumiram a ataques de Donald Trump e Hillary Clinton.

O mestre Stevie Wonder conversou com o site Philly.com e com muito bom humor, fez uma comparação entre Trump e ele próprio, que é cego:

Se você passasse por uma situação de emergência e precisasse ir ao hospital, e tivesse que chegar lá imediatamente, gostaria que eu dirigisse seu carro?

O repórter respondeu com um “não” e Wonder completou, ironicamente, dizendo que é “porque eu não sou um piloto com experiência, certo?”

Ele ainda falou sobre Hillary Clinton e deixou sua preferência bem clara:

Eu acredito que Hillary é uma pessoa com experiência no governo e ela passou 30 anos se comprometendo. Sem contar que seus pais a ensinaram de uma maneira mais gentil a ter amor e respeito pelas pessoas. É essa pessoa que eu quero que governe, que seja a líder dessa nação.
Isso não é um reality show. Isso é a vida de verdade. Então estou ao lado dela porque acredito em quem somos e aonde iremos. Eu sempre acreditei que os Estados Unidos são ótimos [fazendo alusão ao slogan ‘Make America Great Again’ de Donald Trump’]. Nós iremos fazer com que esse país seja ainda melhor.

Stevie Wonder

O músico participou do programa de Stephen Colbert ontem à noite e por lá, junto com o apresentador, apresentou “Don’t You Worry ‘Bout a Thing” e o hino nacional dos Estados Unidos.

Você pode assistir aos vídeos logo abaixo.