Bananada_sol
 

Fotos: Gustavo Xavier/Pedro Margherito
KarolConka-palco

Em sua 17ª Edição o Festival Bananada surpreendeu (e muito) até mesmo os que já frequentam-no desde os primórdios. O evento aconteceu de 11 a 17 de Maio na cidade de Goiânia e contou com artistas de destaque do cenário nacional e internacional, números de público extremamente significativos (mais de 25 mil pessoas presentes durante toda a programação do festival) e uma estrutura completa e exemplar, tirando um imprevisto com o funcionamento das vendas e dos caixas, que geraram grandes filas (prejudicando a logística do evento) além de valores um pouco fora dos padrões para uma parte do público frequentador deste tipo de evento cultural.

Mas estes fatores são totalmente compreensíveis se observarmos o alto nível das atrações que foram apresentadas este ano, fato que ainda deve ser compreendido pela parte do público que se incomodou. Problemas como este da logística são comuns em grandes eventos, mas de acordo com o crescimento e evolução dos projetos, os organizadores e produtores culturais são levados à uma maior reflexão para poder lidar com este tipo de situação e conseguem se adaptar, pensando em soluções para as próximas edições.

Bananada

O Bananada não é apenas “mais um evento” alternativo no Brasil, mas sim um dos maiores e mais importantes e está ganhando novas proporções (e até mesmo um novo tipo de público) e é digno de compreensão este momento de mudanças que preza pelo crescimento e importância do evento e aponta para uma maior valorização do mesmo. Nestes 7 dias de festival, Goiânia se tornou palco de mais de 40 artistas que se apresentaram em diversos locais, fomentando a cultura local com opções culturais que abrangeram os mais diversos gêneros e disponibilizaram opções para todos os gostos.

E não foi só o público goiano que aproveitou. O Bananada 2015 atraiu um grande público de outros estados, promoveu um intercâmbio cultural rico para todos os presentes e destacou ainda que a inclusão de eventos integrados (exposição de artes visuais – Blackbook, maratona de tatuagens – Flash Weekend Tattoo, competição de skate – Goiânia Crew Attack e circuito gastronômico) ampliou ainda mais a importância deste grande evento em nível nacional. Isso sem falar do projeto Fábrica do Som (voltado especificamente para as bandas que se apresentaram no festival) que promoveu mais uma vez gravações com alguns dos artistas do festival no Estúdio RockLab/Gas 07 , com divulgação prevista para os próximos meses.

Leia nas próximas páginas um breve resumo das apresentações de destaque dos dias em que a equipe do TMDQA! esteve presente no festival: