The xx no Coachella 2013

Em 2009, quando lançou seu disco de estreia, o XX encantou o mundo todo com um estilo bastante próprio que fazia uso das vozes de Romy e Oliver e os seus arranjos únicos aliados às batidas de Jamie XX.

Muitíssimo bem recebido por público e crítica, o álbum colocou o grupo londrino em evidência e nos palcos do mundo todo.

Em 2012 veio o sucessor, Coexist, e apesar do sucesso com o trabalho, ficou para muita gente o sentimento de que as músicas eram “mais do mesmo” que havia sido visto e ouvido alguns anos antes. Os elogios foram mais contidos e o clima de novidade já havia se perdido.

Talvez pensando nisso, a banda resolveu partir para uma abordagem completamente diferente para seu terceiro disco de estúdio, como revela o produtor Rodaidh McDonald, que trabalhou com a banda e artistas como Adele e Vampire Weekend:

É um conceito completamente diferente. Tentando de tudo, tentando descobrir novos métodos de trabalho, novos sons. Iremos gravar no Texas e na Islândia, talvez na França. Vai meio que começar na metade de Julho. Eu passei um tempo com eles no Texas. Há músicas que vieram de nossas experiências em Nova York e no Texas que nunca teriam sido criadas em Londres. As cores, ideias e climas em algumas dessas músicas não apareceriam se estivéssemos em Londres. Eles são uma banda de Londres, mas também são uma banda que passou muito tempo em outros países. Então estamos tentando levar isso um passo além com a viagem para a Islândia que acontece em Julho.

Aguardemos!

Fonte: NME