Paul Banks, Interpol, no Lollapalooza Brasil
Foto por Stephanie Hahne
 

Paul Banks se viu em meio a uma polêmica nos últimos dias por conta de Morrissey.

Como te mostramos por aqui, o vocalista do Interpol “ignorou” o posicionamento político do ex-Smiths e suas declarações fortes, e decidiu continuar abrindo os shows do músico com sua banda.

Em sua declaração na ocasião, ele disse que a situação poderia ser “boa” para o grupo, revelando ainda que não liga muito para o assunto. Agora, usando o Twitter, Banks esclareceu e corrigiu seu comentário.

Leia:

Eu gostaria de abordar algumas coisas aqui bem rápido.

O comentário verdadeiro que eu fiz sobre a próxima turnê com o Morrissey foi ‘nós pensamos que seria um bom show para OS NOSSOS FÃS’. Não ‘para a nossa banda’.

Eu nem sempre tenho as mesmas crenças que os artistas com quem trabalho, e não considero isso uma obrigação. Eu respeito visões políticas conservadoras e liberais. Eu abomino o racismo, a homofobia e qualquer forma de preconceito com base na nacionalidade, raça, etnia, religião, gênero, identificação de gênero ou status socioeconômico de uma pessoa…

Atenciosamente,
Paul Banks

Nick Cave se posiciona

Quem também entrou no assunto foi o lendário Nick Cave, que defendeu e criticou Morrissey ao mesmo tempo.

Em um artigo, Cave declarou não achar certo “cancelar” um artista por sua posição política e esquecer todo o trabalho que ele já fez. Leia mais clicando aqui.

     
 
Compartilhar