Roger Waters em São Paulo
Roger Waters em São Paulo. Foto: Stephanie Hahne/TMDQA!
 

Os shows de Roger Waters no Brasil estão dando o que falar por conta de seu discurso político, e agora até o ministro da Cultura se pronunciou.

Sérgio Sá Leitão disse em entrevista ao Estado de S. Paulo que está “de saco cheio” de ver política em shows. O ministro esteve na apresentação do ex-Pink Floyd em São Paulo, no último dia 9 de Outubro.

Eu estive lá, conversei com o empresário dele antes. Confesso que, pensando como público, como fã, eu estou de saco cheio. A gente não consegue mais ir a um show ou ver um filme sem que haja algum tipo de manifestação política. Muitas pessoas estão com essa sensação.

Ao falar sobre o candidato à presidência Jair Bolsonaro, a quem Waters tem direcionado críticas em seus shows, Leitão lamentou que o projeto de governo do político não dê atenção à cultura. Ao mesmo tempo, porém, revelou não estar pessimista com a possibilidade de Bolsonaro ser eleito.

Acredito que, ao se sentar na cadeira, se vencer as eleições, e tomar conhecimento do que é o MinC [Ministério da Cultura], das políticas, dos programas e das ações, vai reconhecer a importância da área. Há pessoas em seu entorno com algum interesse por esse assunto que tem buscado diálogo. Paulo Marinho é um empresário do Rio que tem empresa de produção cultural. Outro que se interessa pelo assunto é o filho Flávio Bolsonaro, com o qual falei algumas vezes.

LEIA TAMBÉM: Roger Waters explica erro no timing de #EleNão, mas reafirma posição política