Fotos: Wikimedia Commons
 

Recentemente, muitos fãs do lendário grupo britânico The Smiths estiveram bem incomodados com certos comentários feitos por Morrissey.

Ao longo dos últimos meses, o ex-frontman da banda chegou a dar declarações polêmicas sobre Hitler, além de defender celebridades acusadas de assédio sexual e também exaltar partidos de extrema-direita no Reino Unido.

Diante disso, muita gente temia que essas notícias poderiam fazer com que o legado dos Smiths fosse prejudicado por conta das visões do cantor.

No entanto, Johnny Marr não acredita nisso.

Em uma nova entrevista com Kyle Meredith para a Consequence of Sound, o guitarrista e ex-colega de banda de Morrissey não se preocupa com a repercussão negativa.

Eu não me preocupo muito, atualmente. Eu não acredito que você possa mudar a relação das pessoas com música e as músicas são o que são.

A banda era o que era e ela defendia o que defendia. Nós sempre fomos pessoas muito diferentes e eu acho que muita gente sabe disso. Essas coisas estão fora do meu controle, então eu tento não me preocupar com isso.

Você pode conferir a entrevista na íntegra logo abaixo.

Marr está se preparando para lançar um novo álbum solo, Call The Comet, que sairá no dia 15 desse mês. Recentemente, ele divulgou um single que se assemelha muito à sonoridade de sua antiga banda, como nós falamos por aqui.