Foto: Reprodução/Twitter - San Bruno Police
  

Mais informações sobre a mulher que abriu fogo contra funcionários da sede do YouTube acabam de surgir.

A atiradora foi identificada como Nasim Aghdam, uma iraniana de 39 anos que residia em San Diego. Ao que tudo indica, ela estava insatisfeita com a política de pagamento da plataforma.

Na última segunda-feira (2), o pai da mulher, Ismail Aghdam, entrou em contato com a polícia informando o desaparecimento da filha. Ele alertou, inclusive, que ela poderia estar indo à sede do YouTube, em San Bruno, com más intenções. Nasim foi encontrada na madrugada de terça-feira (3) dormindo em seu carro em um estacionamento em Mountain View, cidade que abriga a sede do Google e fica a 48 quilômetros de San Bruno. Ela foi liberada minutos depois por falta de evidência e por não representar perigo à população.

Em seu site — a única conta que ainda está no ar — Aghdam chega a citar Hitler em um texto contra a plataforma. Leia:

CUIDADO! A ditadura existe em todos os países, mas com diferentes táticas! Eles apenas se importam com lucros pessoais e de curto prazo, e farão qualquer coisa para atingir seus objetivos, até enganar pessoas de mente pequena, esconder a verdade, manipular a ciência e tudo mais, colocar a saúde pública em risco, abusar de animais não humanos, poluir o meio-ambiente, destruir os valores da família, promover o materialismo e a degeneração sexual em nome da liberdade… e transformar as pessoas em robôs programados!

“Conte uma grande mentira, torne em algo simples, continue contando e, eventualmente, eles vão acreditar nela” – Adolf Hitler. Não há liberdade de expressão no mundo real e você será oprimido por contar a verdade que não é apoiada pelo sistema. Vídeos de usuários específicos são filtrados e meramente afastados, para que as pessoas não possam vê-los! Não há crescimento igualitário no YouTube ou em qualquer outro site de compartilhar vídeos, seu canal só vai crescer se eles quiserem!

O ataque realizado por Nasim Aghdam deixou três pessoas feridas — um homem de 36 anos está em estado crítico — e a atiradora tirou a própria vida antes da chegada da polícia.

 
Compartilhar