Atriz canta
Foto: Reprodução/YouTube

Não é novidade mais que vivemos uma época de polarização, divisão e fla-flu geralizado no campo das ideias enquanto discordamos e discutimos nas sessões de comentários dos grandes portais de notícia do Brasil sobre… bom, sobre qualquer assunto. Talvez uma solução temporária (e meio escapista) dos nossos problemas coletivos esteja em se apegar às coisas que nos unem e que geram identidade entre todos nós como nação.

E se nesse vasto repertório musical brasileiro existisse uma música, um hino que representasse o que o Brasil tem de melhor, além de sua diversidade cultural: a habilidade de produzir memes diários em qualquer situação imaginável? Que o fantasma de Francisco Manuel da Silva me desculpe, mas nesse caso o novo hino do Brasil poderia muito bem ser o clássico “Evidências”, da dupla Chitãozinho & Xororó.

Para provar a importância que essa música tem para o país mais uma vez, a atriz paulistana Zenaide Denardi decidiu encarar os passageiros de um vagão do metrô de São Paulo e puxar uma versão a cappella de “Evidências”. Tudo ainda aconteceu em nome de uma declaração de amor, o que me parece ser uma ocasião bem apropriada para a música mesmo. Assista abaixo:

Missão de hoje: quebrar a internet cos vídeo tudo!?Graças ao povo da firrrrrrrma realizei um dos meus sonhos: cantar 'Evidências' no metrô – foi no túnel, plataforma, esteira…nos canto tudo das linhas iélowwww and griiin!????p.s.: nem sempre tem "alguém", mas a gente arruma qualquer pretexto pra puxar um coro desse hino nacional!?Vai ter 'Evidências' no metrô, na firma, no aniversário da vó, nos lugar tudo!#historiasquetransformam ? #vocêviuprimeiroaqui ? #evidênciasnometrô ?? #sonhodazenaide #evidências

Posted by Zenaide Denardi on Friday, July 14, 2017

 

Podem concordar ou discordar, mas a resposta coletiva espontânea em alto e bom som dos passageiros do metrô devia ser o suficiente para que fosse convocado um plebiscito nacional.

Caso você ainda não tenha decorado, segue a letra da canção composta por Zé Augusto e Paulo Sergio Valle para o disco Cowboy do Asfalto, lançado em 1990. O álbum foi certificado como disco de Platina em 1991:

“Quando eu digo que deixei de te amar
É porque eu te amo
Quando eu digo que não quero mais você
É porque eu te quero
Eu tenho medo de te dar meu coração
E confessar que eu estou em tuas mãos
Mas não posso imaginar
O que vai ser de mim
Se eu te perder um dia

Eu me afasto e me defendo de você
Mas depois me entrego
Faço tipo, falo coisas que eu não sou
Mas depois eu nego
Mas a verdade
É que eu sou louco por você
E tenho medo de pensar em te perder
Eu preciso aceitar que não dá mais
Pra separar as nossas vidas

E nessa loucura de dizer que não te quero
Vou negando as aparências
Disfarçando as evidências
Mas pra que viver fingindo
Se eu não posso enganar meu coração
Eu sei que te amo
Chega de mentiras
De negar o meu desejo
Eu te quero mais que tudo
Eu preciso do seu beijo
Eu entrego a minha vida
Pra você fazer o que quiser de mim
Só quero ouvir você dizer que sim

Diz que é verdade, que tem saudade
Que ainda você pensa muito em mim
Diz que é verdade, que tem saudade
Que ainda você quer viver pra mim”

 
Compartilhar